Scroll Top

dicas Dicas de Saúde dieta Frutas maçã maçã peruana

15 Benefícios da Maça Peruana para Menopausa

Maça, as vezes chamada de ginseng peruano, é uma raiz que pertence à família do rabanete, e é cultivada nas montanhas do Peru. Os benefícios da maça peruana têm sido muito valorizados, e agora foram redescobertos como um suplemento e ingrediente. A Maça pode ser encontrada em comprimidos , líquidos e em pó. Não há efeitos colaterais conhecidos da maça , mas como qualquer outro suplemento não deve ser tomado em grandes quantidades . Quando você começar a usar a maça , comece com pequenas quantidades, até mesmo 1/2 colher de chá é uma boa quantidade para começar. Depois de algumas semanas, aumente para 1 colher de chá (pó), essa é a dose recomendada diária. Dar alguns dias de folga é freqüentemente recomendado. Maça é boa em smoothies , saladas , bebidas, alimentos cozidos e sucos. É recomendado não adicioná-lo a qualquer coisa que é muito quente, pois vai perder todos os seus benefícios . O gosto pode ser um pouco estranho no começo, mas ele fica mais tolerável e isso depende do que você misturar com ele. Smoothies , pudins e sucos parecem ser as melhores maneiras de usar a maca em pó . Cápsulas podem ser a solução de quem não tolera o gosto.

Benefícios da maca peruana: Além dos benefícios nutricionais fornecidas pelas vitaminas e minerais, os outros benefícios são apenas evidências anedóticas, ou seja, faltam mais estudos a respeito da maca.

Vitaminas: Maça é rica em vitaminas do complexo B , vitamina C e E. Ela fornece uma abundância de cálcio, zinco, ferro, magnésio, fósforo e aminoácidos.peruana

A função sexual: Maça é amplamente utilizada para promover a função sexual dos homens e mulheres. Ela serve para dar um impulso em sua libido e aumenta a resistência. Ao mesmo tempo em que equilibra os hormônios e aumenta a fertilidade.

Saúde e humor da mulher: Maça alivia problemas menstruais e da menopausa. Alivia cólicas, dor no corpo, ondas de calor, ansiedade, alterações de humor e depressão. Se você estiver grávida ou amamentando, você deve evitar tomar maça.

Energia: Poucos dias depois de usar maça, seu nível de energia pode aumentar. É também conhecida por aumentar a resistência. Muitos atletas tomam maça para alcançar máximo desempenho. Se você está cansado a maior parte do tempo, experimente a maça para ver se ajuda. Apenas uma pequena quantidade pode ser exatamente o que você precisa para uma elevação de energia.

Saúde em geral: Maça ajuda a sua saúde geral de várias maneiras. Ela fornece ferro e ajuda a restaurar as células vermelhas do sangue, que auxilia na anemia e doenças cardiovasculares. Maça mantém seus ossos e dentes saudáveis e permite curar as feridas mais rapidamente. Quando usado em conjunto com boa alimentação e treino, você vai notar um aumento da massa muscular.

Pele: Muitos tomam maça para problemas de pele, para algumas pessoas, ajuda a limpar a acne e manchas. Outro benefício para a sua pele é que é a sensibilidade diminui. Em clima quente ou frio, maca pode ajudar sua pele a resistir a temperaturas extremas.

Equilíbrio do humor: Se você se encontra com problemas de ansiedade, stress, depressão ou alterações de humor, maca pode ajudar a aliviar estes sintomas, embora seja apenas uma evidência não comprovada cientificamente. Alguns relataram também um aumento na energia mental e foco.

É afrodisíaco: A maça peruana sempre foi bastante utilizada na medicina como uma substância que aumenta o desejo sexual. Um estudo realizado por um cientista peruano conseguiu observar os efeitos do tubérculo em indivíduos do sexo masculino com idades entre 24 e 44 anos durante 4 meses. O resultado mostrou aumento da quantidade de sêmen e maior mobilidade espermática. Também reduziu os níveis de estresse, o cansaço e a ansiedade. Acredita-se que o alimento em questão tenha ação sobre as glândulas suprarrenais e o hipotálamo.

Pode prevenir o diabetes: Quem possui grandes chances de desenvolver diabetes, seja por motivos genéticos ou pelo estilo de vida, a maca peruana pode ajudar. Graças ao seu elevado teor de fibras, ela consegue reduzir a velocidade de absorção de glicose pelo organismo. Assim sendo, os níveis de insulina permanecem baixos mesmo depois de comer carboidrato. Quando liberamos grandes quantidades de insulina, com o tempo, cria-se uma certa resistência à entrada desta nas células. Ela fica circulando na corrente sanguínea e os níveis começam a permanecer sempre elevados.

Boa para o sistema cardiovascular: A presença do ômega 3 na maca peruana faz com que o sistema cardiovascular também seja beneficiado. Essa substância tem um efeito vasodilatador que auxilia na redução da pressão arterial e também reduz as taxas de colesterol ruim (ele reduz o LDL e ainda ajuda a aumentar os níveis de HDL) o que auxilia na prevenção do desenvolvimento de placas que ateroma. Estas, por sua vez, são responsáveis por causar infartos cardíacos e AVC pela oclusão do vaso sanguíneo.

Pode auxiliar no tratamento da anemia: Apenas 100 g de maca peruana apresenta 16 g de ferro. Quando esse nutriente está em baixa no organismo pode desenvolver uma doença chamada de anemia ferropriva. Para ter essa substância sempre em equilíbrio, os homens devem consumir entre 8 e 11 mg e as mulheres entre 15 e 18 mg. A quantidade costuma variar de acordo com a idade do indivíduo. O ferro é um ator principal na construção das células vermelhas, responsáveis por levar oxigênio aos tecidos.

Fortalece o sistema imune: A maca peruana é um tipo de alimento que faz parte do grupo dos adapto genos. Como o próprio nome sugere, esse tipo de alimento ajuda o organismo a se adaptar às diversas condições do ambiente, adaptando força e resistência muscular. Alguns profissionais especializados em fitoterapia ainda recomendam a maca peruana para ajudar na Síndrome da Fadiga Crônica.

Aliada dos ossos: Um dos grandes vilões de que avança na idade é a osteoporose. Principalmente nas mulheres, após a menopausa, a doença tem mais chances de aparecer já que a falta de presença de alguns hormônios pode deixar os ossos desprotegidos. Infelizmente, a maca peruana não trata a patologia, mas pode ajudar e muito na prevenção. Recomenda-se uma dose de 100 g de maca peruana já que nesta quantidade é possível fornecer 150 mg de cálcio. Com essa mesma quantidade de leite é possível obter apenas 100 mg de cálcio. Ou seja, apesar da fama do leite em ser rico em cálcio, alguns alimentos apresentam-se mais benéficos nesse aspecto.

Alivio dos sintomas da menopausa: A maca peruana consegue conter as ondas de calor sem produzir os efeitos colaterais que alguns medicamentos oferecem. Não se sabe ainda quais os reais mecanismos nos quais isso acontece, mas acredita-se que as propriedades como redução da fadiga, aumento da libido e a formação de uma barreira contra a desidratação que se forma sobre a pele podem ter relação direta com os benefícios.

Contraindicações da maca peruana: Mesmo sendo um produto completamente natural, a maca peruana pode apresentar efeitos adversos. O ideal é que, ao consumir, comece com doses muito pequenas e vá aumentando progressivamente. No geral não foram relatados muitos efeitos negativos com o uso da planta já que os peruanos a consomem sem nenhum problema aparente. Porém, ainda faltam estudos a respeito dos suplementos de maca peruana. Indivíduos que tenha doenças crônicas, hepáticas, renais e alergias frequentes só devem ingerir o tubérculo com orientação médica.

Supostos efeitos colaterais: Alguns efeitos colaterais estão relacionados a alta quantidade de iodo presente na maca peruana. Pessoas com distúrbios na tireoide pode ter ser quadro agravado se tomar a substância sem um acompanhamento profissional. Pessoas que já relataram alergias a plantas medicinais também devem ter orientação profissional antes de utilizar a maca peruana. Assim como o tribulus terrestris que pode elevar a produção de testosterona, a maca peruana também tem relatos de aumentar os níveis de testosterona, e se não tiver acompanhamento e nem controle das taxas desse hormônio, alguns efeitos colaterais podem aparecer tanto em homens quanto em mulheres como:maca-peruana

Ansiedade, alterações de humor e raiva excessiva em ambos os sexos;
Câncer de mama, útero e testículos;
Crescimento de pelos faciais (homens e mulheres);
Calvície masculina;
Engrossamento da voz nas mulheres;
Náuseas e dor de estomago;
Problemas menstruais devido a alteração hormonal;
Resistência a insulina.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: