Scroll Top

Dicas de Saúde

16 Forma como Trata o Cabelo Oleoso

Você passou esta manhã uns bons 20 minutos nas trincheiras, secador e gel nas mãos, tentando dar forma aos cachos recalcitrantes. Na hora do almoço, já sabia ter perdido a batalha. Bastou olhar-se de relance no espelho para sentir suas intenções desmoronando como o penteado. O seu couro cabeludo, que você chama fábrica de óleo não sabe quando parar.

Qual o problema?

Talvez seja excesso de cabelo. Quanto mais fino, tanto mais cabelo sem ter por cm quadrado de couro cabeludo. E na base de cada fio encontram-se glândulas sebáceo, que produzem uma secreção sebáceo o “óleo”, dos cabelos oleosos. Quanto mais cabelo mais óleo se produz. As pessoas com cabelo mais fino chegam ter 140.oooo glândulas. As de cabelo ruivo, que apresentam em média 80.0000 a 90.000 fios raramente tem esse problema, as louras com cabelos sedosos, com os de bebê, são que parecem ter maior problema com a oleosidade.olesidade

” A textura do cabelo faz diferença a oleosidade aflige os fios lisos e finos. Mas os fios grossos, mais resistentes, nunca parecem oleosos. Tem a ver com a percepção”. O calor e a umidade intensos também aceleram a produção de óleo. O mesmo se pode dizer das alterações hormonais. O androgênio, um hormônio masculino, é capaz de ativar as glândulas sebáceo. O estresse faz crescer o teor desse hormônio no sangue, em homens e mulheres.

Mas o androgênio não é único fato que provoca a oleosidade dos cabelos, nos homens. O cabelo dos homens costuma ser mais fino que o das mulheres. Exibem em média 311 fios por cm quadrado, ao passo que as mulheres só apresentam 278. “É uma diferença significativa de 10 a 15%.

Lavar com xampu, muitas vezes. O elemento mais importante no combate à oleosidade é levar o cabelo frequentemente com xampu. Pelo menos uma vez ao dia, quando se reside em centro urbano. Quando o calor e a umidade do verão estimulam as glândulas sebáceo do couro cabeludo, é aconselhável lavar a cabeça duas vezes ao dia.

“As glândulas sebáceo produzem oleosidade constantemente”. “O que se tem de fazer é acompanhar o ritmo de produção e remover a secreção”.

Escolher xampus claros. Os xampus claros, transparentes costumam ser pegajosos. “Removem melhor a oleosidade sem deixar resíduos”.

Massagem no couro cabeludo. Durante a lavagem com xampu, não depois ” A massagem entre as lavagens ou depois delas poderá favorecer a secreção de um pouco mais de oleosidade.”

Lavar duas vezes com xampu. Os cabelos muito oleosos devem ser lavados duas vezes durante o banho, ” O erro mais comum é o das pessoas não deixarem o xampu por tempo suficiente. Quando a oleosidade é muito intensa, sugiro lavar duas vezes, deixando o xampu em contato com o couro cabeludo durante 5 minutos de cada vez. Isso não prejudica os cabelos”.

Uso de condicionador. Se o seu cabelo oleoso tende a ficar escorrido e rente ao couro cabeludo com o passar do dia, a última coisa a fazer é cobri-lo com mais oleosidade. Procure não usar condicionador.

Atenção ás pontas. Se você achar que precisa de condicionador, procure um produto que contenha o menor teor de oleosidade. E aplique-o nas pontas, não na raiz dos cabelos.

Teste de oleosidade ( após o xampu). ” Um determinado volume de xampu só consegue remover uma quantidade determinada de óleo”, “explica ” Portanto não economize xampu. Verifique você mesma (o). Depois de lavar e secar, o cabelo ainda parece oleoso? Em caso afirmativo, você não o lavou direito”.

Loção adstringente. Você pode reduzir a secreção oleosa aplicando ao couro cabeludo um adstringente caseiro. Usar uma solução de loção de hamamélis e de algum colutório, em partes iguais, aplicando-a com chumaço de algodão somente no couro cabeludo. A loção de hamamélis age como adstringente e o colutório tem propriedades antissépticas. Se o cabelo for muito  oleoso pode-se aplicá-la toda vez que lavar com xampu.

Saber usar a escova. As pessoas com cabelos oleosos devem escová-lo com cuidado. Quando o escovamos a partir das raízes levamos a oleosidade para as pontas.

No cabeleireiro. O corte deve dar volume ao cabelo. Cortá-lo em camadas é boa pedida. As pontas devem ter comprimento desigual no alto da cabeça. Não convém usar cabelo comprido e de um só comprimento, a menos que a pessoa não goste de cabelos curtos.

Para secar os cabelos. Sem tratamento, o cabelo oleoso tende a se mostrar fraco, sem energia, sem vida. Para torná-lo volumoso, é preciso criatividade ao secá-lo. Recomenda usar escova para suspendê-lo até a raiz, ou então curvar-se, ao nível da cintura, e com a escova suspendê-lo ao alto da cabeça.

Aprender a relaxar. Os hormônios têm um efeito pouco compreendido sobre a produção das oleosidades. O que se sabe é que sob estresse, aumenta a produção de androgênio, que, assim, fomenta a secreção sebácea. Nesse caso, técnicas de relaxamento podem ajudar.

O efeito dos anticoncepcionais. A pílula tem nítido efeito sobre o equilíbrio hormonal feminino, o que traz consequência sobre a produção sebácea. Que se discuta o problema da oleosidade excessiva com o ginecologista, para ajudá-la na escolha do anticoncepcional.

Cerveja. ” As musses ressecam o cabelo e obstruem os poros”. Ele se mostra favorável á cerveja fresca como fixador. Guarde-a em recipiente de plástico fechado,  junto com os xampus, para que dure mais de dois dias.

Limão. Espremer dois limões num litro de água, de preferência destilada, explica. A água destilada é uma excelente opção. Usar em lugar do creme rinse, para enxaguar e combater a oleosidade.

Vinagre. Uma colher de chá de vinagre (de sidra) em meio litro de água : excelente para enxaguar os cabelos. É solução tônica para o couro cabeludo e remove o resíduo do sabonete, que prejudica os cabelos oleosos.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: