Scroll Top

Doenças e Tratamentos

23 Formas de Combater o Fogo da Azia

E o que é azia? Aguarde alguns minutos e saberá. Qual a causa? Podem ser várias é o refluxo de ácido. Ou seja, parcela do suco digestivo do estômago reflui para o esôfago, conduto que se interpõe entre o estômago e a boca. Nesse suco, encontra-se o ácido clorídrico, substância corrosiva empregada para limpar metais na indústria.

Enquanto o estômago apresenta revestimento protetor para não sucumbir ao ácido, o esôfago não o possui. Por isso o refluxo de ácido do estômago queima, ás vezes de maneira tão intensa que se presume estar sofrendo um infarto.

O que provoca esse refluxo? Adivinhe!… Quem sabe o voraz assalto á geladeira?! A causa mais comum. mas não a única. Lamentavelmente, algumas pessoas sofrem de azia sem cometer excessos alimentares. Para os sofredores que precisam aprender sobre o problema  e saber como apagar o fogo vamos recorrer ás pessoas que mais entendem disso.azia

Evitar os excessos. Os ácidos gástricos podem refluir para o esôfago quando há muito alimento na barriga. Quanto mais cheia a barriguinha, maior a probabilidade de refluxo. Muitas são as razões possíveis para o problema, mas nos casos esporádicos costuma ser a rápida ingestão de muito alimento.

Não deitar. Sim. Você está se sentindo péssimo, a ponto de dar uma deitadinha. Mas não faça isso! Se fizer, terá contra você a gravidade. Fique ereto: é possível que o ácido do estômago aí  permaneça. Nem a água e nem o ácido sobem contra a gravidade. Mas quando for se deitar, eleve a cabeceira em 10 ou 12 cm. Isso é possível colocando-se calços nos pés da cama ou uma cunha ou almofada debaixo do colchão na altura da cabeceira. Não espere obter o mesmo resultado com travesseiros. A cama inclinada ajudará a prevenir a azia.

Tomar antiácido. Antiácidos de venda permitida como Maalox Plus, o Aldrox, costumam aliviar imediatamente a azia.

Cuidado com maus conselhos. Você talvez tenha ouvido falar em leite ou menta para azia. Veja bem, essa pessoa pode estar querendo lhe vender o Corcovado ou o pão de açúcar. O que há de errado com o leite e a menta? A última está entre os muitos alimentos que tendem a relaxar o esfíncter esofagiano inferior pequena válvula que mantém o ácido no estômago, uma tampinha que o protege quando se comete excessos alimentares. E o que há de errado com o leite? Ora, a gordura, as proteínas e o cálcio estimulam a secreção gástrica de ácido. Algumas pessoas recomendam o leite em caso de azia, embora haja problema com ele.

Outros alimentos e bebidas capazes de provocar a secreção de ácido, e que deve ser evitado para aliviar ou prevenir a azia, são a cerveja, o vinho, bebidas alcoólicas em geral, e tomates.

Devagar com a cafeína. Bebidas cafeinadas como o café, o chá, as colas, podem irritar um esôfago já inflamado. Convém lembrar que a cafeína, além disso, relaxa o esfíncter esofágico.

Abolir a pior das sobremesas. Qual o alimento número um a ser evitado quando se tem azia? O chocolate. A indústria de doces trata muito mal quem sofre de azia. Quase todos são gordurosos e contém cafeína.(Para os viciados em chocolate, no entanto, boas notícias: o chocolate branco, embora igualmente gorduroso, contém menos cafeína)

Purificar o ar. Não importa que você ou outra pessoa fume evite o fumo cigarro provoca o relaxamento do esfíncter e a produção de ácido.

Livrar-se das bebidas gasosas. Todas aquelas bolhinhas podem dilatar o estômago, com o mesmo efeito de uma grande refeição sobre o esfíncter.

O hambúrguer para os cachorros. Se você devorou um cheeseburger de três andares com fritas e um milkshake duplo, explica-se a sua dor. Os alimentos fritos e gordurosos tendem a permanecer no estômago por bastante tempo e a fomentar a produção de ácido. Evitar refeições gordurosas e laticínios, provável se conseguir contornar as crises sucessivas.

Cuidar do excesso de peso. O estômago pode ser comparado a um tubo de pasta de dente. Quando comprimimos o tubo, alguma coisa sai pelo orifício de cima. Um cinturão de gordura em torno do intestino comprimirá o estômago como a mão em torno da pasta de dentes. O que sai é o ácido gástrico.

Afrouxar o cinto. Pense mais uma vez na analogia com a pasta de dentes. Muitas pessoas se veem livres dos casos de azia usando suspensório em lugar do cinto.

Ao suspender peso, dobrar os joelhos. Se a pessoa se curvar ao nível do estômago, estará comprimindo-o, provocando o refluxo de ácido. Dobre os joelhos. Não só uma forma de controlar o ácido, como também de melhorar as costas.

Olhar para o guarda-remédios. Uma fonte oculta de aflição pode ali estar. Numerosos medicamentos, prescritos por médicos, como antidepressivos e sedativos, podem agravar o problema. E se você tem azia e está usando algum desses medicamentos, verifique com seu médico.

Cuidado com a pimenta. As pimentas ou os pimentões picantes como condimento, e temperos da mesma família, podem parecer culpados pelas crises de azia, mas não. Muitos conseguem comer alimentos condimentados sem aumentar a dor, já outros, não conseguem a façanha.azia-azia

Ter cuidado com as fruta cítricas, sem ter medo delas. As laranjas e os limões podem dar a impressão de perigo, mas o ácido que contém é brinquedo de criança comparado ao do estômago, recomenda deixar o estômago decidir.

Um voto para a noite de amanhã. Alimente-se pelo menos duas horas e meia antes de deitar. O estômago cheio e a gravidade são a maneira certa de provocar o refluxo de ácido para o esôfago.

Uma vida mais tranquila. O estresse pode provocar o aumento da produção de ácido. Algumas técnicas de relaxamento podem ajudar a reduzir a tensão, permitindo que a pessoa reequilibre o perfil bioquímico do organismo.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: