Scroll Top

Doenças e Tratamentos

24 Maneiras de Aliviar as Dores Lombares

Aqui está uma lei da física cobre a qual você dificilmente já ouviu falar: quanto mais pesado o objeto, mais você terá de movê-lo. Tentar mover repentinamente o que é imóvel, é causa número um de problemas nas costas nos EUA. Faz com que a pessoa empurre, se torça, se curve, suspenda, esmurre, e se esforce de forma nunca imaginada. O resultado é essa dor nas costa da qual nem sempre conseguimos nos livrar. Alguns especialistas afirma que 4 entre 5 norte-americanos têm dor nas costas ou lombar em algum momento da vida. E o custo dessas lesões traumáticas chega a atingir a casa dos 10 bilhões de dólares,em termos de reivindicações trabalhistas.

Para aliviar um caso de dor nas costas

Os especialistas dizem que existem dois tipos de dor lombar, a aguda e a crônica. A dor aguda surge de forma repentina e intensa. Que costuma aparecer quando se faz alguma coisa que não se deveria fazer ou foi feita de forma errada. A dor pode decorrer de torção, distensão ou esforço prolongado de tração na musculatura das costas. Pode doer muito durante vários dias, mas os médicos dizem que você se livra dela sem efeitos prolongados, se seguir as recomendações.dor lombar

Deitar. As suas costas lhe agradecerão. ” Em caso agudo”. ”  primeira coisa a fazer é deitar”. Talvez seja mesmo a única coisa que a pessoa esteja disposta a fazer. Qualquer atividade física, mesmo a de ir ao banheiro, pode desencadear a dor. Portanto, reduza as atividades ao mínimo, durante um ou dois dias.

Repouso no leito. O tempo de permanência na cama depende da gravidade da dor. ” Se você ainda estiver com  dor depois de dois dias, por exemplo, um dia a mais na cama não o prejudicará. O melhor, porém, é sair dela o mais breve possível. Que a dor seja o seu guia”. ” A maioria das pessoas acha que cama durante uma semana resolve o problema”. ” Mas não é assim. Para cada semana de repouso, são necessárias mais duas para reabilitação”. Com efeito, pesquisas realizadas no centro de ciências de saúde da Universidade do Texas confirmam essa afirmação. Lá, os pesquisadores estudaram 203 pacientes que recorreram ao ambulatório queixando-se de dor lombar aguda. Alguns receberam a instrução de repousar durante dois dias, outros foram instruídos para repousar uma semana. Não se viu diferença no tempo de recuperação e de desaparecimento da dor em ambos os casos, mas os que ficaram na cama só dois dias conseguiram retornar as atividades bem mais depressa. ” A duração do repouso não interfere na recuperação”.” O que importa, para a grande maioria, é a posição de maior conforto adotada nos dois primeiros dias”.

Aplicação de gelo. A melhor maneira de aliviar um caso agudo é com gelo. Ajuda a reduzir o edema e a distender os músculos da região lombar. Para melhores resultados, diz ele, experimente massagem com gelo. ” Coloque uma compressa de gelo na região dolorida e massageie-a durante 7 ou 8 minutos”, recomenda ele. Faça isso durante dois dias.

Aplicação de calor. Depois dos dois primeiros dias de aplicações de gelo, os médicos recomendam passar para as aplicações de calor. Pegue uma toalha macia e mergulhe-a numa bacia de água morna. Torça-a bem e alise-a sem deixar dobras ou pregas. Deite-se de bruços com travesseiro sob o quadril e os tornozelos, dobrando a toalha sobre a região dolorida das costas. Recubra-a com um plástico e sobre ele coloque bolsa de água quente ou almofada térmica, ligada em intensidade média. Se possível, coloque algum peso em cima, como uma lista telefônica, por exemplo.” Esse procedimento gera calor úmido e ajuda a reduzir o espasmo muscular”.

Calor e frio alternados. Para os que não souberem o que é melhor, se o frio ou calor, recomenda-se os dois métodos. ” A aplicação intermitente de gelo e calor costuma propiciar alívio”. Alterne 30 minutos de gelo com 30 minutos de calor e repita o ciclo.

Exercício de estiramento. O estiramento costuma acelerar o processo de recuperação, assegura. Deitado na cama, traga os joelhos junto ao peito, pressione-os um pouco, estenda-os e relaxe. Repita -o.

Para levantar da cama. Convém levantar-se devagar com cuidado deslizando até a beira da cama, recomendam os médicos. Chegando á beira, mantenha as costas firmes e deixe as pernas penderem para fora primeiro. Esse movimento funciona como um trampolim, elevando o tronco em bloco.

Buscando o alívio da dor crônica

Para alguns, a dor lombar faz parte do cotidiano. Por qualquer motivo, persiste por tempo que parece eterno. Alguns sofrem de dor lombar recidivante; qualquer movimento a desencadeia. As dicas seguintes são particularmente úteis para a dor crônica, embora também ajudem nos casos de dor aguda.

Tábua sob o colchão. O uso de tábua debaixo do colchão ajuda a retificar a coluna. ” O objetivo é ter uma cama que não afunde durante o sono”. ” Uma prancha de madeira entre o colchão e o estrado acaba o problema”.

Colchão d´água modernos, reajustáveis, são excelentes para a maioria dos tipos de dor lombar. Nesses colchões se obtém uma distribuição equilibrada da pressão nas diversas partes do corpo. Por isso consegue-se ficar numa só posição durante toda a noite.

Posição para dormir. Ás vezes, a dor impede que a pessoa deite de bruços. A melhor posição para repousar é a que se chama em S preguiçoso. Coloque um travesseiro sob a cabeça e a nuca, mantenha as costas relativamente rentes á cama e coloque um travesseiro sob os joelhos. Quando estendemos as pernas, os músculos do jarrete se contraem e pressionam a região lombar. Os joelhos curvados eliminam o problema.

Posição fetal. Você vai dormir como um bebê, de lado, na posição fetal. ” Uma boa idéia é colocar um travesseiro entre os joelhos, ao dormir de lado”. ” O travesseiro impede que a perna deslize para a frente e faça a rotação do quadril, que pressiona a região lombar.

Analgésicos. Uma aspirina por dia afasta a dor. A dor lombar muitas vezes vem de inflamação local. Medicamentos vendidos sem receita médica como a aspirina e o ibuprofeno , podem ajudar. Sobretudo quando há acentuado processo inflamatório. O acetaminofen não é eficaz por não ser antiinflamatório.

Antiinflamatórios naturais. Se você quer um anti-inflamatório natural, experimente a casca de sal-gueiro-branco, que, pelo menos nos EUA, é encontrada em cápsulas em lojas de produtos naturais. Trata-se de um salicilato natural, cujo ingrediente ativo  confere á aspirina atividade anti-inflamatória. Toma-do depois das refeições, não compromete o estômago e funciona bem em casos leves ou moderados. Quem numa de úlcera ou azia não deve usá-la.

Visualize-se sem dor. A pior hora costuma ser no meio da noite. Aquela dor que acorda e mantém você acordado. As técnicas de psico visualização podem ser eficazes nesses casos. ” Feche os olhos e imagine um limão numa baixe-la chinesa branca. Veja ao lado uma faca. Veja-se pegando e cortando o limão em fatias. Ouça o som do corte. Sinta o aroma. Traga o limão para junto do rosto e imagina o gosto. Apenas um exemplo de como se pode empregar os sentidos nas técnicas de psico visualização. A idéia é criar uma imagem com o maior número possível de pormenores. Quanto mais envolvente a imagem, mais você se prende a ela e mais esquece a dor.

Aparelho de versão. A inversão da gravidade é excelente nesses casos de dor lombar. Os aparelhos de tração com inversão da gravidade permitem que a pessoa fique de cabeça para baixo com segurança. Use o aparelho de 5 a 10 minutos por dia : costuma aliviar a dor. Para usá-lo, procure aprovação médica. Quem tem glaucoma não deve usá-lo.dores lombares

T’ ai chi. Trata-se da antiga disciplina chinesa dos movimentos fluidos e lentos. Excelente método de relaxamentos para os músculos da região lombar. Na verdade, existem muitos exercícios respiratórios e de estiramento que ajudam a promover a harmonia do organismo. Para o aprendizado, o T’ai chi requer tempo e disciplina, acha que vale a pena”Sei que parece estranho um cirurgião ortopédico falar dessa forma, mas é um exercícios excelente, sobretudo para pessoas com problemas na coluna lombar”.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: