Scroll Top

alimentos saudáveis dicas Dicas de Saúde testosterona

25 Alimentos para Aumentar a testosterona

“Um número surpreendente de homens, até mesmo com o físico em dia apresentam um nível muito baixo de testosterona e um nível muito alto de estrogênio”. Estresse, sedentarismo e cigarro podem causar baixos níveis de testosterona, mas comer errado é o inimigo numero um do hormônio mais anabólico produzido pelo nosso corpo. Testosterona é um hormônio vital para a saúde do homem e da mulher, alguns alimentos podem ajudar a aumentar a sua produção. Alimentos que contribuem para o aumento desse Hormônio. A testosterona é um hormônio masculino, que desempenha um papel vital na saúde do homem e de sua sexualidade. A sua produção é dependente de zinco e vitamina B e, embora ele não seja encontrado diretamente no alimento que comemos, certos alimentos podem levar o organismo a produzir mais do mesmo. A testosterona é muito importante para ambos, homens e mulheres. No entanto, os homens produzem cerca de 40 a 60 vezes mais testosterona que as mulheres. Normalmente, os níveis de testosterona em homens é de cerca de 30% maior no período da manhã do que durante a noite. Esse hormônio influencia a agressividade, o crescimento de pelos e o desempenho sexual.

Leite:  Que a natureza indicou gordura animal como uma boa maneira de nutrir uma vida sexual saudável e indicou o consumo de leite, margarina e gorduras saturadas para melhorar a produção de hormônios sexuais.

Aspargo: capaz de equilibrar os hormônios naturalmente, ajuda a aumentar a libido e ainda é saboroso

Fígado de boi: pode ser difícil encontrar alguém que goste da iguaria, que é rica em zinco e mantêm ótimos níveis de testosterona no organismo.

Vinho tinto: a Universidade de Florença (Itália) descobriu que mulheres que tomam duas taças de vinho tinto por dia tem a libido maior do que aquelas que optam por outras bebidas.

Ovos: símbolo da fertilidade, este alimento ainda é rico em vitaminas B5 e B6 que ajudam a combater o estresse e balancear os hormônios.testosteroma

Caviar: assim como o ovo, é rico em vitaminas B5 e B6, que equilibra os níveis hormonais.

Linhaça: rica em fitoestrógenos e ligninas, é excelente para equilibrar os níveis hormonais e aumentar a libido.

Batata doce: rica em betacarotenos e vitamina A, ajuda a manter os órgãos sexuais femininos em boa forma e ajuda a produzir hormônios sexuais.

Café: a cafeína serve como um estimulante sexual e duas xícaras antes da relação ajudam a dar um pique a mais para uma noite caliente.

Chocolate: o doce nos faz sentir bem e contêm um estimulante alcaloide similar à cafeína, que dá mais pique e libido e ainda ajuda na produção de serotonina, que melhora o humor e o bem-estar.

Sementes de abóbora: fonte de zinco, melhora os níveis de testosterona no organismo e a libido.

Noz-moscada: um estudo indiano indicou que o extrato de noz-moscada é estimulante de células nervosas e da circulação, ajudando a aumentar o desejo sexual. Adicione ao café e melhore o desempenho sexual.

Trufas: segundo especialistas, o cogumelo tem uma substância similar aos hormônios sexuais de porcos e que pode exercer efeito no corpo masculino também.

Semente de girassol: contêm óleos que fazem bem à saúde, potencializam os níveis de hormônio e a libido.

Amendoim: por causa do zinco, melhora a produção e a mobilidade dos espermas. A falta de zinco decai em 30% a fertilidade masculina.

Fava verde: rica em fitoestrógenos, ajuda a manter a saúde sexual em pleno funcionamento.

Carne: rica em zinco, ajuda a melhorar o desempenho sexual, mas deve ser magra e com pouca gordura para não prejudicar a ereção.

Cordeiro: outra carne rica em zinco e que faz parte da dieta Mediterrânea, ajudando a manter as artérias saudáveis e a potência masculina.

Abacate: além de ter forma que lembra o órgão sexual feminino, esta fruta é tica em vitamina B6, potássio e gorduras boas que melhoram a vida sexual.

Aveia: faz parte dos alimentos fito estrogênicos, que equilibram os níveis hormonais e ajudam a melhorar o desempenho sexual. O efeito dos hormônios na personalidade das mulheres é bem conhecido, principalmente na fase da TPM. Isto pode explicar porque os homens estão mais interessados em sexo no período da manhã e é por isso que pela manhã ocorrem ereções espontâneas. Aumento da varonilidade Naturalmente com testosterona. Baixo nível de testosterona diminui a libido, aumenta a perda de músculos e da densidade óssea, mas o mais importante, ela aumenta o risco de doença cardiovascular. Entre 8-12 milhões de homens têm baixos níveis de testosterona.Evite a impotência com alimentos que aumentam a produção de testosterona. Adicionando alguns dos seguintes alimentos para sua dieta diária pode aumentar seus níveis de testosterona, em longo prazo. Estes alimentos são também conhecidos como alimentos naturais para a libido, potenciadores ou afrodisíacos e pode ser utilizado tanto para homens e mulheres. Alimentos que aumentam a produção de testosterona e como eles trabalham.

Ostras frescas:  são mais bem comidas cruas. Elas também são uma boa fonte de magnésio e fósforo, e uma excelente fonte de proteínas, vitamina D, vitamina B12, ferro, cobre, manganês e selênio.

Peixes oleosos: Gorduras essenciais como o ômega 3 ácidos graxos encontrados nos peixes e linhaça, bem como gorduras saturadas são essenciais para a produção normal de testosterona.

O salmão e a sardinha: como outra boa fonte de vitaminas B B5, B6, B12, que são todos importantes para manter boa saúde reprodutiva. Salmão também é uma grande fonte de vitamina A e zinco.

Bananas: As bananas são boas porque são ricas em potássio e vitaminas B como riboflavina que são necessárias para produção de testosteronaBananas também contêm a enzima Bromelaína que é tido como para aumentar a libido masculina. A banana triturada em liquidificador é uma ótima maneira de introduzir as bananas em sua dieta diária. O suco é delicioso com uma consistência cremosa.

Abacates: Abacates contem vitamina B6, importante no aumento da produção hormonal do sexo masculino e têm níveis elevados de ácido fólico, que ajuda a metabolizar proteínas para manter nervos e a pele saudável. Além disso, dispõe também o abacate de potássio que auxilia na regulação da glândula tireoide que pode ajudar no aumento da libido masculina. Outros benefícios nutricionais encontrados nos abacates são, ácido fólico, vitaminas B, e vitamina E. O abacate é praticamente a única fruta que tem gorduras mono. Aumentar os níveis de testosterona naturalmente.

 USE EXERCÍCIOS COMPOSTOS COMO BASE EM SEU TREINO: Eu estou falando de exercícios básicos, como supino reto, levantamento terra, agachamentos, remadas, mergulhos, desenvolvimento frontal de ombros, enfim, nada de mirabolante. Esses exercícios trabalham vários grupos musculares ao mesmo tempo, fazendo com que a quantidade de stress muscular gerada aumente os níveis de testosterona.

 TREINAR SEMPRE NO LIMITE: Se você realmente deseja ganhar músculos de verdade, deve estar disposto a treinar com o máximo de esforço e intensidade todos os dias. Não confunda “esforço e intensidade” com “passar horas na academia”. Você deve apenas realizar os exercícios com pesos difíceis de levantar, levando seus músculos ao limite. Repito, quanto maior o stress muscular, maior o nível de testosterona produzido.

TREINE AS PERNAS TÃO FORTE QUANTO A PARTE SUPERIOR DO CORPO: Conheço muitas pessoas que simplesmente “pulam” o treino de pernas. Mal sabem elas que esse tipo de treinamento estimula o crescimento dos peitos, costas e braços. Isso ocorre devido ao aumento de testosterona que é induzido pelo treino de pernas.

 AUMENTE O CONSUMO DE GORDURAS BOAS: Alimentos ricos em gorduras boas são ótimos para aumentar os níveis de testosterona naturalmente.

REDUZA O CONSUMO DE SOJA: A proteína de soja aumenta os níveis de estrogênio (o principal hormônio feminino), e isso tem um efeito negativo sobre os níveis de testosterona.

 LIMITE O CONSUMO DE ÁLCOOL: Várias pesquisas e estudos mostram que o álcool causa um efeito trágico nos níveis de testosterona. Evite beber toda vez que sair, a não ser que goste de jogar fora o seu esforço na academia.

AUMENTE O CONSUMO DE VEGETAIS CRUCÍFEROS: Alguns estudos mostram que os vegetais crucíferos reduzem drasticamente os níveis de estrogênio, aumentando os níveis de testosterona. Couve-flor, rabanete, nabo e brócolis são alguns exemplos.

REDUZA O SEU NÍVEL DE STRESS DIÁRIO: Estar estressado demais estimula a liberação de cortisol, um hormônio altamente catabólico, e isso fará com que seus níveis de testosterona caiam drasticamente. Relaxe, divirta-se mais, não fique pensando nos problemas, foque nas soluções.

AUMENTE SUA ATIVIDADE SEXUAL: O estímulo sexual faz o corpo aumentar a produção de oxitocina, aumentando a produção de endorfina, e também aumentando os níveis de testosterona.

DURMA BEM: A falta de sono contribui para a produção de cortisol, e isso vai diminuir seus níveis de testosterona. No mínimo, tente dormir de 7-8 horas diárias. Seguindo esses 10 passos simples vistos acima, você terá todo o suporte necessário para aumentar os níveis de testosterona naturalmente. Inicie o processo de aplicação dessas técnicas e prepare-se para ter dramáticos ganhos de força e músculos.

Café da manhã: Eu sou um cara muito atarefado, então não tenho muito tempo sobrando. E por quase sempre acordar com pressa, gosto de fazer uma vitamina rápida de manhã: Uma banana + um abacate inteiro + uma maçã + sementes de girassol. Eu bato umas 3 colheres de sementes de girassol no liquidificador, então adiciono todo o resto.

Por que esses alimentos em específico?

O abacate porque contém bastante gordura, e gordura boa: a monoinsaturada. Ela é ótima para a ajuda na produção da testosterona. Além de que o abacate contém bastante magnésio, que também ajuda na produção da testosterona. E um bônus: pesquisas mostram que quem come abacate tende a comer menos açúcar.

A semente de girassol contém também muito magnésio. Já a banana e a maçã, eu coloco mais pelo sabor. E também porque preciso de um pico na insulina pra ir treinar na academia logo em seguida.

Almoço: Geralmente eu almoço bem cedo, logo depois de ir pra academia (por volta das 11:30) e por tomar só aquela vitamina de manhã, eu tô morrendo de fome a essa hora. Então é hora de comer como um ogro os alimentos que dão um boost na testosterona.

Carne vermelha: é a carne que mais ajuda na produção da testosterona. Além do que, é a segunda que mais contém Zinco (a primeira é a ostra.. mas ela é um tanto cara). Em geral, como alcatra, contra-filé, patinho + acém para fazer uma carne moída, etc. Essas são ótimas carnes e não são muito caras, e elas também auxiliam no crescimento muscular, devido à quantidade de proteínas. E quanto mais músculos, mais testosterona.

Lanche da tarde: Ao longo do dia eu mal sinto fome quando faço um almoço decente. Mas quando bate uma fome eu como alimentos que são ricos em gordura boa e com o menos de açúcar possível. Amendoim, castanha-do-pará, amêndoas, ou seja, nozes em geral, sempre estão por perto pra quando eu tenho fome. De vez em quando como um chocolate com bastante cacau (+70%), mas é raro. Um benefício bônus de comer muita proteína e gordura e poucos carboidratos é que isso vai auxiliar drasticamente na perda da sua gordura corporal. Estudos mostram que dietas com altos níveis de gordura contribuem para uma maior perda de peso. E como já discutido no outro artigo, menos gordura significa mais produção de testosterona. Você já percebeu que tudo está se encaixando.

Jantar: Eu não costumo ter um cardápio muito rígido no jantar. Por costumar sempre comer com amigos ou família, não dá pra selecionar muito o que vou comer. Então eu me concentro apenas em não comer porcarias. Se o jantar é uma macarronada, eu foco na carne moída que tem no molho e como um pouco de macarrão. Se vai ter pizza, eu como poucos pedaços e besunto de azeite de oliva (se você não gosta do sabor, você pode tomar algumas cápsulas por dia). Se o jantar é numa churrascaria, eu só saio de lá quando não conseguir mais andar.

Antes de dormir: Gosto de comer no mínimo 4 ovos por dia, por conta do colesterol. Então, se eu não comi nenhum ovo durante o dia, é aqui que eu encaixo eles na minha dieta. Às vezes faço com bacon, às vezes como com um pouco de batata frita, às vezes faço um omelete, às vezes faço mexido, ou apenas cozido. Eu realmente gosto de ovo. Pra variar no sabor, eu brinco com diversos temperos (salsa, orégano, açafrão, pimentas) ou queijos (parmesão, mussarela, etc). Teste e descubra o que mais te agrada.

 

 Relaxe. Quando a gente se estressa, as nossas glândulas adrenais liberam o cortisol para preparar nosso corpo para lidar com uma situação de stress – que é a resposta instintiva de “lutar ou fugir”. Em pequenas doses, o cortisol não causa problemas e pode ser até útil, mas altos níveis de cortisol por longos períodos de tempo podem causar sérios danos ao nosso corpo e à nossa mente. Inúmeros estudos mostram uma relação entre cortisol e testosterona: quando o nível de cortisol está alto, o nível de testosterona está baixo; quando o nível de testosterona está alto, o nível de cortisol está baixo. Em resumo, evite o stress. Evite situações desagradáveis. Faça uma sessão de meditação. Você também pode praticar meditação, exercícios de respiração, desligar o celular e deixar de conferir o seu e-mail o tempo todo, mudar a rotina do seu trabalho, anotar todos os seus compromissos em uma agenda para deixar sua mente livre o resto do tempo, etc.testosteroma-testosteroma

Faça mais sexo. A testosterona é a variável mais importante que dita o comportamento do nosso desejo sexual. Quanto mais testosterona uma pessoa tiver, mais vontade e mais tesão ela terá. E essa é uma via de duas mãos: quanto mais um homem faz sexo, mais testosterona ele produz. Quanto mais testosterona ele produz, mais sexo ele faz… mais uma vez, aquele círculo virtuoso que já comentei. Mas que fique claro que a testosterona só aumenta quando é feito sexo com uma mulher. A masturbação causa um impedimento no aumento da testosterona. A razão disso é que, por algum motivo ainda não descoberto, a relação sexual entre duas pessoas libera certos hormônios que criam uma ligação emocional entre essas duas pessoas.

Sinais que indicam testosterona baixa
Alguns sintomas que podem indicar níveis de testosterona baixos incluem:

  • Pouco interesse sexual;
  • Esquecimento constante;
  • Cansaço frequente;
  • Alterações de humor, prevalecendo sintomas de depressão;
  • Dificuldade em ter um corpo musculado e acúmulo de gordura;
  • Pouca quantidade de pelos no rosto, tronco e região intima;
  • Dificuldade em adormecer e muita agitação durante a noite;
  • Ossos frágeis e desenvolvimento de osteoporose.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: