Scroll Top

Doenças e Tratamentos

38 Dicas para Aliviar a Dor de Acidentes Peçonhentos

Apesar de relevante importância médica, não serão tratados aqui os casos de picadas de cobra, escorpião e aranha. Em sua maioria, esses casos quase sempre levam a hospitalização e soroterapia. Entenda-se: a uma criança, por exemplo, que tenha sofrido um acidente crotálico picada de cascavel é inadmissível tratamento caseiro (ou seja, a aplicação de um pano molhado em aguardente sobre a ferida e talvez de um cataplasma de linhaça ou massa de batata ou ainda de farinha de trigo). Os efeitos hemolíticos e neurotóxicos do veneno vão se manifestar e poderão levar a vítima rapidamente ao óbito, caso não receba imediato atendimento médico (nesses casos obrigatório). Só serão consideradas aqui, portanto, as picadas de abelha, vespa, e marimbondo, e queimaduras por mãe d’água, água-viva ou caravela. Igualmente importantes  os acidentes com plantas tóxicas, dentre as de maior relevância, segundo estatística levantada no estado de São Paulo: comigo ninguém pode, cogumelo, sais-branca, mandioca-brava, pinhão-do-paraguaí, nesta ordem de frequência. No combate a esses acidentes cumpre ressaltar o enfoque preventivo, sempre de primeira importância. A consulta médica também se impõe. Como exemplo, basta citar um acidente por “saia-branca”, planta comum cuja intoxicação quase sempre se dá pela ingestão de sementes (crianças). O princípio ativo da planta, a daturina, tem efeitos semelhantes aos da atropina, os sintomas, portanto, são o rubor da face, a dilatação das pupilas, a febre, ressecamento das mucosas, a taquicardia, entre outros. O tratamento é sintomático mas deve ter acompanhamento médico.

Picadas de abelhas, vespa e marimbondos:peçonheto

Estes insetos, quando picam, injetam veneno na pele. A ferroada causa dor, eritema e edema no local. O desconforto dura algumas horas ou um dia, pois depende de vários fatores, inclusive da sensibilidade individual, do poder toxígeno do veneno, da dose inoculada e até da idade da pessoa.

Identificar o agressor. Ao descobrir o inseto responsável pela lesão, você está a meio caminho do tratamento correto e saberá como evitar outras ferroadas. As abelhas comumente encontradas no Brasil são as europeias e as africanas(que foram aqui acidentalmente introduzidas). Quando atacam, as abelhas deixam seu ferrão farpado na pele da vítima. Já as vespas e marimbondos (cujo gênero mais importante no Brasil é o Gymopolybia), que têm um ferrão liso, não deixam na picada.

Agir depressa: O segredo do tratamento eficaz está na rapidez dos primeiros-socorros, a maior chance de controlar a dor e o edema.

Remover o ferrão: Se for picada de abelha, remova o ferrão o mais depressa possível. Caso contrário sua bolsa peçonhenta continuará a bombear, de dois a três minutos, conduzindo o ferrão e o veneno mais para dentro da pele. E muito cuidado para não espremer a glândula ligada ao ferrão, que inoculará mais peçonha na vítima. “A retirada deverá ser por raspagem”,. Use as unhas, uma lixa de unha ou mesmo a borda de um cartão de banco para raspar com delicadeza, procurando remover o ferrão por baixo.

Lavar o local: Insetos como as abelhas, os marimbondos, e tantos outros, agem também como vetores; além de inocularem veneno, podem transmitir germes patogênicos como bactérias. Lave a picada com água e sabão ou com solução antisséptica.

Para aliviar a dor: A ferida ainda lateja e você vai logo querer eliminar a dor. As substâncias seguintes são eficazes, mas não as protele, par que possam produzir efeito.

Frio: As compressas de gelo, ou mesmo um cubo de gelo, aplicadas sobre a picada podem evitar o edema e impedir que o veneno se espalhe.

Calor: O curioso, acrescenta Luscombe, é que o calor pode também fazer a pessoa sentir-se melhor ao neutralizar algumas substâncias da peçonha que provocam a inflamação. Com um secador de cabelo, aqueça a ferida.

Aspirina: Uma das manobras mais simples e eficazes é aplicar aspirina no local. Umedeça a picada esfregando sobre ela um comprimido de aspirina, que neutralizará certos agentes inflamatórios do veneno.

Amoníaco: O amoníaco caseiro ás vezes dá resultado; quando funciona, alivia imediatamente a dor. Aplique-o no local, batendo de leve, sem esfregar. Você ainda pode aplicar pomadas como o Caladryl, o Nupercainal e o Urtivac, que dão bons resultados.

Bicarbonato de sódio: Recomenda a aplicação de pasta de bicarbonato de sódio e água.

Amaciante de carne: Alguns amaciantes de carne enzimáticos degradam as proteínas do veneno usá-lo imediatamente, para que surta efeito. Dentre os importados recomenda-se o Adolph s e  o McCormick s.

Carvão ativado: A pasta de carvão em pó ativado seca o veneno e evita a dor e o edema .Abra com cuidado algumas cápsulas de carvão e remova o pó. Umedeça-o e aplique no local. Cubra com gaze a picada: se permanecer úmido o carvão funciona melhor.

Lama: Se não tiver nada ao alcance da mão, revela você pode misturar solo argiloso com água e fazer uma pasta.Aplique-a no local com um lenço e deixe-a secar.

Anti-histamínicos: Os anti-histamínicos de uso oral, vendidos sem receita médica, podem aliviar a dor. Em crianças, usar como xarope. O anti-histamínico ajuda a sedar a criança e reduz o edema, a dor latejante, e o eritema causados pelo veneno. Os adultos também se beneficiam desse tratamento .

Previna-se das picadas: Mais vale dizer fiz bem do que ah se eu soubesse. O ideal, claro, é prevenir as picadas.

Vestir branco: Os insetos preferem as cores escuras, por isso que os apicultores usam roupas claras: cáqui, branca, etc.

Evitar os perfumes: Evite perfumes, loções pós-barba, e qualquer fragrância que possa fazer com que a abelha o confunda com o néctar de uma flor.

A importância do zinco: Pessoas com deficiência de zinco atraem os insetos.A essas pessoas, recomendo tomarem pelo menos 60 miligramas de zinco por dia, o ano inteiro. Minha irmã tinha um problema terrivel com abelhas, quando começou a n utilizar o zinco. Não foi mais picadas (O aumento da ingestão de zinco só deve ser feito com orientação médica).

Óleos de banho: Alguns óleo de banho ajudam a repelir os insetos, como os importados Skin-So-Soft, Avon e o Alpha-keri. Têm ajudado muita gente. Ao sair de casa, passe o óleo nas zonas expostas.

Sinais de maior gravidadeacidente

Entre os nortes-americanos picadas de abelha causam mais mortes que as de cobra. No brasil, entretanto, o obituário por picadas de cobra, aranha e escorpião ainda predomina. Apesar dessa diferença estatístico. A picada comum de uma abelha dói por breve tempo, ao lado do edema localizado(inchação) que costuma ceder em poucas horas. Quando esses sintomas se acentuam, pode estar ocorrendo alergia, capaz de levar ao choque anafilático. Se a pessoa sentir aperto no peito, apresentar urticária, começar a sentir náusea, manifestar vômito, chiado no peito (sibilâncias), rouquidão, tonteira, inchação da língua ou do rosto, desmaio ou choque, cuidado: a reação anafilática está a caminho: quanto mais rápidos os sintomas, tanto maior o risco de vida. Nesses casos, encaminhar a vitima o mais depressa possivel  um pronto-socorro ou a um médico. Em caso extremo de dor, aplicar compressa de gelo e levar para emergência mais próxima. O mesmo pode ocorrer na queimadura por mãe-d água  ou caravela (ou mesmo por picada de insetos e outros animais peçonhentos). Quando o quadro é de dor de cabeça, câimbras, tosse, faltar de ar, náusea e vômito, com os sintomas persistindo ou se agravando,contatar um médico ou um pronto-socorro próximo, imediatamente.

Procure abrigo: Se for perseguido por um enxame de marimbondos ou abelhas, corra para um abrigo ou pule n água. Ou embrenhe-se entre as árvores. Os insetos têm dificuldade em seguir sua presa em mato cerrado, dizem os entomologistas.

Aguarrás: Pintores dificilmente são picados por que utilizam a aguarrás que repele os insetos.

Acidentes com animais marinhos As mães d água, as caravelas e as águas-vivas, estão entre os animais marinhos que mais causam acidentes peçonhentos. Seus tentáculos longos contêm células urticantes ou vesicantes. Ao contato com a pele, perfuram-na e inoculam veneno. Mesmo tentáculos lesados ou soltos podem causar grave feridas. Veja o que fazer quando em contato com essas criaturas do mar.

Lavar bem a lesão: Lave imediatamente a lesão com água e sal, Não use água doce, que pode ativar alguma células urticante ainda não rompida. Pelo mesmo motivo, não esfregue a pele.

Para neutraliza as células urticantes: Use uma das substancia seguintes para aliviar a dor. Quanto mais depressa, melhor. Mesmo assim, o alivio talvez só persista por umas horas, sendo necessária uma reaplicação do líquido ou da solução.

Álcool:  Borrife álcool sobre a área atingida, recomenda. De preferencia o álcool comum, de cozinha, mas pode – se usar também vinho, licor, ou qualquer bebida alcoólica. Amoníaco, o  amoníaco também é eficaz.

Amaciante de carne: Os amaciantes de carne contêm enzimas que desativam o veneno e ajudam a impedir a ruptura das células urticantes, dissolva – o em água salgada e aplique – o sem esfrega, batendo de leve.

Remover os tentáculos existentes: Se houver tentáculos presos á pele removê – los. Não os toque sem proteção nas mãos. Tente uma das técnicas seguintes: Envolva a mãos em toalha ou pano e remova os tentáculos, com creme de barbear, raspe a região com se barba. Se não resolver, aplique pasta de areia e água do mar. Em seguida raspe os tentáculos com uma faca, um cartão de branco, ou com outro instrumento aguçado. Ou então aplique pasta de bicarbonato de sódio e água do mar. Em seguida raspe os tentáculos conforme indicado acima.

Tratar os sintomas: Dar atenção ao prurido e á inflamação utilizando medicamento específico, recomendo o médico.

Alivie a pele pruriginosa com anti – histamínicos.

Reduza o edema com a pomada de hidrocortisona.

Tome um analgésico se a dor persistir.

Vacinação antitetânica. Embora a água salgada limpe atingida, não esteriliza a ferida. procure atualizar sua vacinação antitetânica. uso de meia – calça. para evitar o contato com possivel mãe -d´água, o uso de meia -calça apropriada ajuda.

 

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: