Scroll Top

dicas Dicas de Saúde vitamina vitamina B6

4 Benefícios das Vitaminas B6 Reduz o Câncer

O que é a vitamina B6? Descoberta nos anos 30, a vitamina B6, também conhecida como hidro cloreto de piridoxina, é atualmente uma das mais estudadas de todas as vitaminas do complexo B. Ela está envolvida em mais de 100 reações enzimáticas.

Funções da vitamina B6: A vitamina B6 é essencial no processo digestivo, transformando os hidratos de carbono, proteínas e gorduras em energia. É também muito importante para o funcionamento correto dos sistemas nervoso e imunológico. Está também envolvida na síntese de hemoglobina.

Fontes de vitamina B6: Excelentes fontes de vitamina B6 incluem curgetes, pimentão, nabo, cogumelos, espinafres, alho, couve-flor, mostarda, couves, aspargos, brócolos, acelga, feijão verde, tomate, salmão, atum, fígado de vitela e peru. Em caso de suplementação, a vitamina B6 costuma ser ingerida em conjunto com o magnésio, dado que a sua biodisponibilidade aumenta com a presença daquela vitamina.

Vitamina B6 em excesso: Se existir um consumo excessivo de vitamina B6 poderão acontecer desequilíbrios no sistema nervoso (formigueiros nas mãos). Ao que os dados disponíveis indicam, estes desequilíbrios só acontecerão se a dose diária de vitamina B6 ultrapassar os 2 gramas diários.

Benefícios

A vitamina B6 reduz o risco cardiovascular: A carência de vitamina B6 é considerada rara, mas pode causar sérios problemas de saúde. Uma deficiência de vitamina B6 é acentuada pela ingestão de álcool e, em caso de dependência, pode aumentar o risco associado ao aumento da doença cardiovascular. Assim, a ingestão adequada de vitamina B6 poderia proteger o coração. Mas são necessários mais estudos para confirmar este benefício.

A vitamina B6 previne o câncer colorretal: Entre as suas muitas funções, a vitamina B6 atua como uma coenzima em dezenas de reações bioquímicas que ajudam o corpo a nos manter saudáveis. Dados de estudos anteriores para investigar a associação entre a ingestão de vitamina B6, e ou os níveis desta vitamina no sangue, com a redução do risco de câncer colorretal. Níveis mais altos de vitamina B6 podem prevenir esse tipo de câncer. Os pesquisadores pretendem se aprofundar nesse tema. O estudo foi publicado no Journal of American Medical Association em 2010.vitamina-b6

A vitamina B6 pode contribuir na proteção da vista: Os níveis elevados de homocisteína no sangue estão associados a um risco aumentado de degeneração macular. A vitamina B6, e outras vitaminas do complexo B, ajudam a manter os níveis de homocisteína mais baixos e a proteger a vista. O ácido fólico e a vitamina B12 também são úteis para reduzir eventuais níveis elevados de homocisteína.

A vitamina B6 protege o cérebro: A vitamina B6 é conhecida pela sua importância na proteção do cérebro e do sistema nervoso central. Em particular, acredita-se que ela possa proteger as funções cerebrais e prevenir o mal de Parkinson e o Alzheimer, doenças degenerativas do sistema nervoso central. É considerada útil também em casos de depressão, transtornos de humor, síndrome pré-menstrual e dores de cabeça crônicas.

Fontes

Como tomar a vitamina B6: Como tomar vitamina B6? Antes de tudo, a ingestão desta vitamina, solúvel em água, deve ser feita através da alimentação. Somente no caso de carência de vitamina B6, um médico poderia recomendar o uso de suplementos.

 

Alimentos fontes de vitamina B6

Carne vermelha: A carne de boi, de porco, de cordeiro e de veado, excelentes fontes de proteína e aminoácidos, são ricas em nutrientes essenciais à regeneração celular. Entre os seus nutrientes constituintes estão o ferro e as vitaminas, principalmente a vitamina B12, essencial na proteção contra as anemias. 100 g de Costela de vitela possuem 0,43 mg de vitamina B6.

Fígado: A vitamina B6 também estimula a libido, controlando os níveis de prolactina para que eles não se elevem. Quando os níveis de prolactina estão altos o desejo sexual diminui. Fígado de porco de aproximadamente 100 g contém 0,85 mg de piridoxina.

Gérmen de trigo: O gérmen de trigo possui em sua composição natural muitas vitaminas, em especial as vitaminas do complexo B, a vitamina E, vitamina K, o betacaroteno (provitamina A) e a vitamina D. 100 g de gérmen de trigo fornecem ao organismo 3 mg de vitamina B6.

Leite: O leite é rico em cálcio, possui proteínas de grande valor biológico de fácil absorção, atua junto à restauração muscular, estimula o sistema imunológico, atua junto à prevenção da osteoporose, ajuda a controlar a pressão arterial além de possuir características antioxidantes. 100 g de leite integral suprem o organismo em 0,04 mg de vitamina B6.

Ovo: Um ovo contém, aproximadamente, nove gramas de proteína, oito de gordura, lecitina, todos os minerais e a maior parte das vitaminas, exceto a C. É importante saber que a maior parte das vitaminas encontram-se na gema. 100 g de ovo fresco, cru, possuem 0,15 mg de vitamina B6

Para Que Serve: A vitamina B6 é ideal para recuperação de problemas de pele como eczema e alergias importantes em adultos e crianças. Além disso ela também é responsável pela:

Produção de energia: Converte os carboidratos e proteínas em energia para ânimo nas tarefas do dia a dia.

Controla a glicemia: Pessoas diabéticas se beneficiam da vitamina B6 pois ela ajuda a controlar os índices de glicemia do sangue.

Glóbulos Vermelhos: Colabora para a produção de glóbulos vermelhos (hemácias) no sangue e ajuda a aumentar as plaquetas.

Sistema Nervoso: Ajuda na produção de células do sistema nervoso central e aumenta a capacidade de concentração em pessoas com TDA.

Para Gestantes: Reduz a incidência de náuseas e enjoos naturais da gestação por ajudar no equilíbrio hormonal. Além de ajudar com a boa formação do feto, promove uma menor chance de depressão pós parto.

Sintomas de TPM: Regula os índices hormonais e ameniza os sintomas indesejáveis da TPM.

vitamina B6

A vitamina B6 pode ser ingerida em cápsulas: Além disso a vitamina B6 previne doenças importantes como arteriosclerose (acúmulo de gordura nas artérias e veias). Pessoas com problemas com depressão devem fazer uso da vitamina B6 pois ela aumenta os níveis de serotonina, o hormônio da felicidade. O metabolismo se torna muito mais eficiente com doses ideais de vitaminas B6. A queima de gorduras excessivas dos órgãos são eliminadas com maior facilidade e também as gorduras localizadas. Indica-se o uso de alimentos com vitaminas antes dos treinos da academia para essa finalidade. Essa vitamina também alivia enxaquecas, previne câncer em de várias origens, principalmente o de próstata e é excelente para a melhora da visão.

Deficiência: A Deficiência da vitamina B6 pode ocasionar vários problemas, dentre eles pré eclâmpsia em mulheres gestantes. Normalmente a falta dela não é algo grave, mas não é comum que aconteça. O indivíduo deve se certificar de que está consumindo uma quantidade adequada de alimentos ricos em B6 como carnes por exemplo. Pessoas que fazem o uso constante de álcool podem ter a baixa maior desta vitamina pois a bebida retarda o metabolismo a ponto de não conseguir fazer o ciclo de absorção do organismo. A falta desta vitamina também ocasiona aumento ou aparição de caspa, anemia profunda em crianças e adultos, lesões na boca e gengiva, fraqueza e estomatite. O índice ideal de consumo da vitamina B6. Os sintomas da deficiência são pele seca, cabelo seco, dificuldade de concentração, irritabilidade, insônia e dificuldades de visão.beneficio

Bebês: Acima de 0,1
Crianças: Acima de 0,5
Homens: Acima de 1,0
Mulheres: Acima de 1,0
Mulheres grávidas: 1,9
Mulheres que Amamentam: Acima de 2,0

Aumento de Vitamina B6: O excesso de vitamina B6 é causado pela não absorção do organismo e alto consumo de produtos que contenham uma grande quantia de B6. Esse excesso é raro mas acomete pessoas com essa deficiência. Esse aumento excessivo ocasiona tremores, ausências, convulsões e irritabilidade. O uso da vitamina B6 pode ser combinado com outras vitaminas para potencializar o seu aumento em indivíduos que tenham uma baixa significativa. O ideal é utilizar a vitamina concomitantemente com o ácido fólico para prevenção de doenças do coração. O aumento não significativo da B6 também não traria efeitos colaterais, basta a orientação de um profissional para ter a dose correta diariamente.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: