Scroll Top

Doenças e Tratamentos

Depressão – o que é, causas e Tratamentos Naturais

A depressão é, hoje, tão comum que chega a preocupar. São mais de 500 milhões de pessoas no mundo que sofrem desse mal. Os cientistas acreditam que esta doença logo será mais mortíferas do que o câncer e a doença do coração. Não escolhe idade, sexo ou condição social. Todos passamos por fases difíceis na vida, e experimentamos angústia. Estar triste não significa, porém, ser triste ou deprimido. Os estudos médicos sobre esse assunto mostram que é possível reverter um quadro de depressão, mesmo os mais difíceis.

Que é depressão? Como aparece?depressao

A depressão se instala quando alguém busca dissipar a angústia de um conflito interno se auto-anula ou deprimindo. Pode encontrar-se associada a sentimento de culpa, ou resultar de acontecimento traumáticos, como morte de ente querido, separação matrimonial, perda de emprego, prejuízos matérias etc.

Sintomas de depressão: Estes sinais devem alertar para a possibilidade de depressão:

Sensação constante de angústia. Tristeza que não passa.

Sentimento de culpa.

Sentimento de inutilidade.

Sentimento de que todos o desprezam.

Tornar tudo muito difícil. Pessimismo.

Perda de interesse por tudo, inclusive por coisas das quais antes gostava.

Sensação de cansaço permanente. Insônia ou muito sono.

Perda de apetite ou excesso de apetite.

Apoio em falsas muletas, como cigarro, bebida ou drogas. Inquietação, ansiedade ou irritabilidade. Confusão mental.

Dificuldade para solucionar problemas que antes eram simples. Dificuldade para decidir. Perda de memória.

Dificuldade de concentrar-se em alguma tarefa. Pensamentos de suicídio, ou tentativa de suicídio.

Este último sinal é ,sem dúvida, o mais grave e pode configurar uma depressão intensa, mal tratada. Não se deve, portanto, brincar com esse distúrbio.depressao- depressao

Preocupações em excesso:

Quando a mente é intensamente frequentada por preocupações, sempre surge, em maior ou menor grau, tendência a neurose como a depressão, e diferentes efeitos físicos. A relação entre a mente e o corpo é estreita e sutil. Há muitas doenças produzidas ou agravadas por fatores psíquicos. Preocupar-se em demasia não traz soluções antecipadas. Só complica. Só faz mal ao corpo, á mente. Contagia até outras pessoas. Encarar com calma os problemas, buscando alternativas sábias, é ingrediente básico, simples, mas indispensável ao sucesso pessoal. Nunca se entregar: Mesmo que as coisas estejam muito ruins, você não deve se cansar de dizer, de si para si: Isso é passageiro. Conseguirei superar mais essa crise. Superarei as que vierem depois, também. O fato de me angustiar não ajudará em nada; pelo contrario, só torna as coisas mais difíceis. Manter-se sempre ativo: Muitos se deprime por estarem inativos. Isso pode acontecer com aposentados e inválidos, ou com donas de casa. Primeiramente, deve-se procurar uma ocupação útil. Estudar línguas, desenho, música; escrever, pintar, caminhar, passear, fazer qualquer coisa. Desviar a mente de si mesmo. Para quem se sente inútil, o melhor remédio é procurar outras pessoas com alguma palavrinha de incentivo. Você vai conseguir  Coragem, isso acontece, calma, as coisas melhoraram, etc., são sentenças mágicas que fazem tanto bem a quem as profere quanto a quem as ouve.

Sugestões naturais:

Hortaliças: –– Alface – Prepara o suco de alface, talos e folhas; tomar 2 xícaras ao dia.

Frutas:

Abacaxi, maçã e laranja — Substituir uma refeição diária por abacaxi, exclusivamente, de preferência o desjejum, durante um més, maçãs, e o terceiro, laranjas. No quarto, repetir o tratamento do primeiro més, e assim sucessivamente.

Plantas:

Alecrim. Dose: três colheres, das de sopa, da planta picada para um litro de água, 2 xícaras ao dia. Tomar aos poucos.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: