Scroll Top

dicas Dicas de Saúde unhas

Dicas para Fortalecer Unhas Quebradiças

Manter as unhas bem feitas e sempre bonitas são algumas das preocupações das mulheres quando o assunto é beleza. Em caso de unhas quebradiças e fracas, o primeiro passo para tratá-las é descobrir a causa da fragilidade. Os principais sinais do problema são unhas finas e que descamam com facilidade, têm aspecto poroso e apresentam manchas e irregularidades, além ficarem mais vulneráveis ao ataque de fungos.

Por que as unhas descamam: A descamação das unhas pode ser causada por uma dieta alimentar pobre em termos nutricionais e até por uma série de doenças, por exemplo, hipotireoidismo, psoríase, problemas renais e hepáticos, entre outros. Por isto é sempre importante consultar um médico ao perceber que as unhas estão descamando, isto porque a descamação pode ser um alerta do corpo indicando que algo não vai bem.

Causas mais comuns: No entanto, o mais frequente é que a descamação seja sinal de questões mais específicas como micose e alergia. Em geral, as alergias são provocadas pelos próprios produtos usados para embelezar as unhas ou artigos de limpeza. Esmaltes, removedores de esmalte, creme para cutículas e mãos, além do uso de unhas postiças, podem ter um efeito desastroso sobre a saúde das suas mãos porque contêm substâncias muito fortes.unhas-clara

Porque as unhas ficam fracas? Com tantos fatores determinantes relacionados ao aspecto das unhas, é muito comum que elas sofram alterações, ficando enfraquecidas, quebradiças e descamadas. “As causas dessa fragilidade podem ter origem endógena [interior], como queda na quantidade de proteínas sanguíneas [hipoproteinemia] e fatores circulatórios ou exógena [exterior], como frio, lavagens repetidas das mãos e contato com substâncias de baixa acidez [álcalis]”. As possíveis causas desse incômodo podem ser alimentícias. Pessoas com anemia, problemas de absorção vitamínica, anoréxicos e vegetarianos sem acompanhamento nutricional podem sofrer com o enfraquecimento das unhas. Por isso, é muito importante manter uma dieta balanceada e rica em proteínas, sejam de origem vegetal ou animal. Campos também explica que existe uma multiplicidade de tratamentos à base de vitaminas, incluindo a vitamina B7 (biotina), vitamina C, vitamina E, vitamina B6 (piridoxina), vitamina D, ferro, cálcio e aminoácidos. São também muitos os cuidados que devem ser tomados com relação às unhas. Segundo Campos, cerca de 60% das mulheres no Brasil sofrem com unhas fracas e isso se deve muito ao hábito de se estar sempre com elas pintadas. “As brasileiras apresentam mais queixas de enfraquecimento e descamação nas unhas porque são campeãs no uso de esmalte. Costumamos tirar o esmalte na manicure e já colocar outro sem nem um dia de descanso”. Além do próprio esmalte, o uso exagerado de produtos como sprays secantes, contato com detergentes e exposição excessiva ao calor também podem deixar as unhas debilitadas.

Hábito de roer as unhas: Uma outra causa muito comum para o enfraquecimento das unhas é o hábito de roê-las. Para combater esse problema,  o uso de produtos fortalecedores específicos. “O produto Onymyrrhe, obtido a partir da planta Mirrha [Commiphora abyssinica], além de ter uma ação fortalecedora, atua ativando a circulação sanguínea local e favorece a hidratação da queratina que está se formando na matriz da unha”. A Onymyrrhe tem um forte sabor amargo, o que evita a roeção de unhas. “O único problema desse produto, no entanto, é que pode deixar a unha amarelada”.

Como cuidar: Além de manter uma dieta balanceada e cuidar da saúde, existem outras muitas formas de contribuir para o bem-estar das unhas.

Mantenha as unhas secas e limpas, isso ajuda a manter as bactérias e outros micro-organismos infecciosos longe delas;

  • Corte-as retas, não faça curvas em suas bordas;
  • Evite morder as unhas e não remova sua cutícula;
  • Aplique óleo de secagem rápida nas unhas limpas e espere secar antes de esmaltá-las;
  • Retire o esmalte no mínimo um dia antes de fazer as unhas ou ir à manicure, assim a unha respira um pouco. O ideal
  • mesmo é deixar as unhas três dias por semana sem esmalte;
  • Evite usar esmaltes e sprays de secagem rápida, pois eles ressecam as unhas;
  • Aproveite o inverno para retirar o esmalte das unhas dos pés, depois, não aplique nada, nem base;
  • Evite agressões desnecessárias às unhas. Use luvas ao mexer com produtos de limpeza;
  • Use hidratante diariamente nas mãos, principalmente se não tem o hábito de usar luvas para manusear produtos de limpeza;
  • Reporte qualquer irregularidade nas unhas ao seu dermatologista. Manchas escuras, secreções e dor podem ser sinais de problemas sérios de saúde;

Sobre os produtos de tratamento, como bases fortalecedoras, que vitaminas, pantotenato de cálcio (vitamina B5), ceramidas e outras fontes de proteínas estão presentes na maioria das formulações. “Uma fórmula que está fazendo muito sucesso contém células-tronco da maçã e colágeno. Além do esmalte durar mais na unha, promete aumento da nutrição e fortalecimento da mesma”.

Como preparar fortalecedores caseiros: Aqueles que sofrem com unhas frágeis, que quebram a todo o momento, um bom fortalecedor será ideal para fortalecer as unhas e torná-las saudáveis em pouco tempo. É possível encontrar uma grande variedade de marcas e modelos de fortalecedores para unhas no mercado, porém, existem receitas caseiras igualmente eficazes, mais econômicas e naturais.

Creme fortalecedor para as unhas: esse creme é preparado com 2 colheres de sopa de azeite de oliva, 1 colher de sopa de mel, 1 pitada de sal e 1 gema de ovo. Misture todos os ingredientes e aplique sobre as unhas. Deixe atuar por 20 minutos e depois enxágue com água morna. O procedimento pode ser repetido três vezes por semana.

Azeite de oliva extra virgem: mergulhe as unhas em um recipiente com esse azeite, deixe por vários minutos antes de se deitar, ou embeba um algodão no azeite e massageie as unhas todas as noites. Se o azeite de oliva for misturado com o óleo de amêndoas, teremos o complemento ideal para que suas unhas fiquem mais fortes (2 colheres de sopa de cada um). Aplique nas unhas e cutículas e deixe atuar por 10 minutos.

Fortalecedor “recarregado”: se você já comprou um fortalecedor em uma farmácia ou perfumaria, adicione nele um dente de alho socado, 5 gostas de suco de limão e 5 de iodo branco. Misture bem, deixe repousar 2 dias e aplique por duas semanas seguidas nas unhas.

Cebola: corte uma cebola ao meio e coloque as unhas dentro dela por 5 minutos. Depois retire-as e deixa-as secarem ao ar livre.

Como agem os fortalecedores: Muitos desses agentes fortalecedores têm a função de prover micronutrientes diretamente na unha, como as vitaminas e aminoácidos. “Componentes mais complexos formam um filme coeso e resistente que previne a quebra e deixa a unha mais dura”. A farmacêutica explica que proteínas como a queratina e as ceramidas ajudam a aumentar a hidratação e a minimizar o problemas de origem externa.

“Misturar e colocar numa vasilha que seja suficientemente funda para mergulhas as unhas. Diariamente, antes de dormir, colocar no microondas o suficiente para amornar e deixar as unhas mergulhadas por cinco minutos. Enxugar com um papel e evitar lavar as mãos com sabão pelo maior tempo possível. O ideal é fazer esse procedimento antes de dormir, durante sete dias. O mesmo óleo pode ser reaproveitado por várias vezes. Funciona apenas nas unhas sem esmalte”.

Removedor de esmalte é a melhor escolha: Os produtos usados na unha também são responsáveis pela saúde delas. Por isso, é importante estar atento à qualidade deles e das ferramentas utilizadas nas unhas, como cortadores e alicates. Um produto considerado dos mais danosos às unhas é a acetona. Por isso, é recomendável substitui-la por removedores de esmalte. “A acetona por si só já é capaz de danificar a unha e até mesmo a pele em volta. Ela pode ressecar e até retirar a película protetora da unha”. A dermatologista conta que além de os removedores não terem acetona, eles possuem lubrificantes e emolientes em sua formulação, o que proporciona às unhas mais hidratação. “A tecnologia aplicada aos removedores evoluiu tanto que hoje é possível encontrar produtos com silicone e vitaminas, por isso são os mais recomendados pelos dermatologistas”.unhas-amarela

Como ter unhas bonitas e resistentes: Os motivos para o enfraquecimento das unhas podem variar desde deficiências na alimentação até o uso constante de produtos químicos. O detergente, por exemplo, provoca a desidratação das unhas, que são compostas basicamente de queratina. Para lavar louça ou fazer serviços domésticos, não dispense o uso de luvas. Quando há falta de proteínas e vitaminas no nosso organismo, a quantidade existente desses nutrientes é direcionada para os órgãos que necessitam deles para funcionar corretamente, e o corpo deixa de utilizá-los para a fabricação de unhas e cabelos. O resultado são unhas fracas. Para ter unhas mais bonitas e resistentes, coma alimentos que são fonte de proteínas, vitamina A e complexo B e sais minerais como zinco, iodo, ferro e cálcio. O hábito de fazer as unhas todas as semanas também pode deixar as unhas quebradiças e fracas. A acetona e os removedores de esmalte ressecam as unhas, as deixam sem brilho e com manchas brancas na superfície. Uma dica para evitar o problema é retirar o esmalte dois dias antes de refazer as unhas e hidratar bem as mãos com cremes à base de ureia. Aposte também nas bases e esmaltes fortalecedores, que deixam as unhas bonitas e servem de tratamento ao mesmo tempo.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: