Scroll Top

Dicas de Saúde

Dor de garganta 27 maneiras de melhora-la a dor

Ás vezes, engolir em seco o próprio orgulho é doloroso. Mas quando é a mera deglutição que dói estamos diante de um problema sério. Afinal, dificilmente ficamos mais de 15 minutos sem deglutir pelo menos uma vez. E quanto mais se tenta não engolir, mais se engole. É só combinar uma dor de garganta com uma fosse persistente para se saber o significado da palavra tortura. A dor de garganta muitas vezes é sinal premonitório de resfriado ou gripe. Mas pode existir independentemente, decorrente de alguma infecção bacteriana ou viral. Não passa ás vezes de uma ligeira irritação,pela baixa unidade do ar ou pelo exagero na torcida de uma partida de futebol. Aqui as recomendações do médico para melhorar a situação.

Pastilhas. Quando a causa é viral, antibióticos não funcionam. Mas pastilhas que contêm fenol podem trazer algum bem. Entre essas pode-se mencionar: pastilhas Valda, Colubiazol  pastilhas, Malvol, Malvona  pastilhas, pastilhas  de Cetilpiridínio Composta, Pastilhas de Limão Bravo com Vitamina C.

Uso de sprays. Comprovando o que dissemos sobre as pastilhas, os sprays que contêm essas mesmas substâncias apresentam o mesmo efeito, mas por tempo mais curto a duração do contato entre o spray e os tecidos irritados é breve.garganta

O zinco. As pastilhas que contêm zinco podem ajudar na dor de garganta que se vincula ao resfriado, “Administramos um comprimido de 23 miligramas de gluconato de zinco a intervalos de 23 horas, instruindo as pessoas a deixarem que se dissolvam lentamente na boca e que não se limitem a degluti-los. O Zinco, descobrimos, alivia a dor de garganta e outros sintomas do resfriado”. No entanto, adverte contra o emprego contínuo do Zinco por mais de sete dias: interfere com outros sais minerais do organismo. Caso não goste do sabor do Zinco mais concentrado, use pastilhas que o contenham.

Gargarejo. Se doer ao deglutir, a região inflamada se encontrará numa posição em que o gargarejo será suficiente para banhá-la e aliviá-la. Basta gargarejar com uma das soluções indicadas abaixo. Cuidado se estiver rouco ou com tosse, nesse caso o foco inflamatório se encontra em baixa posição e o gargarejo não vai ajudar.

Água com sal. Misturar uma colher (de chá) de sal em meio litro de água morna ou á temperatura ambiente, recomenda . Sal suficiente para simular o teor salino do organismo. Não o agride, você vai perceber. Usar a intervalos de 1 hora, mais ou menos, sem ingerir , se estiver preocupado com a ingestão de sódio.

Chá de camomila. É a favor do chá morno de camomila para aliviar a garganta irritada.  Misturar uma colher (de chá) de camomila seca numa xícara de água quente. Deixar esfriar e, quando morna, gargarejar o necessários.

Suco de limão diluído. Outra medida recomendada : espremer meio limão em um copo grande de água morna e gargarejar.

Bebidas alcoólicas. “Ás vezes, misturo uma colher (de sopa) de Bourbon ou de uísque num copo  grande de água, para gargarejar”, “Álcool suficiente para anestesiar a garganta”.

Umidificar o quarto. Ás vezes a dor de garganta tem outra causa: o dormir de boa aberta. Em geral, o nariz umidificar o ar que vai pela garganta e chega aos pulmões. Ao respirarmos de boca aberta isso não acontece. Irrita a garganta. recomenda o uso de umidificador para manter o ambiente agradável e úmido. Para  ele, os melhores são os portáteis, colocados ao lado da cama.

Inalações. Em caso de garganta  seca ou muito irritada, as inalações ajudam, mesmo quando se tem um umidificador ou vaporizador. Encha a pia do banheiro com água bem quente. Cubra a cabeça com uma toalha  e aspire o vapor: inale profundamente, pela boca pelo nariz, de 5 a 10 minutos. Repita a manobra várias vezes por dia, se necessário.

Descongestionar o nariz: Se um dos motivos da dor de garganta for o nariz entupido, convém descongestioná-lo com sprays tipo Afrin. Limitar o uso para um ou dois dias. Seguir as instruções com atenção porque esse tipo de spray é adictivo  (viciante).

Brisa do mar. Não propriamente a maresia, mas a atmosfera salgada e úmida da beira do mar: inalar a bruma para umidificar a garganta. Opção semelhante, ao menos em parte, estaria no uso de descongestionante tipo Sorine, que contém cloreto de sódio (sal). Lembrar que as fórmulas salinas não são adictivas (viciantes).

Infecção da garganta por estreptococos e outros problemas

Quando por infecção estreptocócica a dor de garganta pode doer forte. Sem tratamento, pode causar problemas bem mais graves, como a febre e a cardiopatia reumática. Devido ao enorme número de agentes infecciosos que a podem causar (vírus e bactérias) torna-se necessárias a cultura de material  colhido  na garganta para identificar o germe. Felizmente, a infecção por estreptococos é bacteriana e responde bem á antibioticoterapia  adequada. De qualquer maneira, há outras razões .

Episódios de dor de garganta sérios, prolongados ou recidivantes.

Dificuldade respiratória, de deglutição ou de abrir a boca.

Dores articulares, dor de ouvido, inchação ou tumoração concomitante no pescoço.

Erupção cutânea concomitante ou febre de 38°C.

Rouquidão que perdure por duas ou mais semanas.

Sangue misturado á saliva ou á expectoração.

Aspirina. Pouca gente se lembra que a dor de garganta é uma dor como outra qualquer. A aspirina, o acetaminofen e o ibuprofen são eficazes em seu combate. (Advertência: ninguém com menos de 21 anos deve usar aspirina por causa do risco de síndrome de Reye, grave afecção neurológica em que há perigo de vida.)

Líquidos em abundância. A garganta ressecada precisa de hidratação. Embora não importe o que se beba, há bebidas que devem ser evitadas. Bebidas espessas e leitosas recobrem a garganta de muco, fazendo a pessoa tossir e irritando ainda mais os tecidos; o suco de laranja pode também irritar mais uma garganta já comprometida; as bebidas que contêm cafeína apresentam efeito diurético contra producente.

O cataplasma de  camomila (morno) aplicado diretamente á garganta alivia o desconforto. Para  prepará-lo, acrescente 1 colher (de chá) de flor de camomila (seca) em uma ou duas xícaras de água  fervente. Deixe macerar, em infusão, durante 5 minutos, antes de coar. Embeba pano limpo ou toalha neste chá, torça para eliminar o excesso e aplique-o na região atingida. Deixe-o ali até o pano esfriar. Se necessários, repita com liquido mais morno.

Alho. ” O  alho é antibiótico e antisséptico natural, um dos melhores”. As cápsulas de alho (óleo) (75 centigramas) seis vezes ao dia. Mas se causarem qualquer efeito adverso, usar outro remédio.

Como fazem os russos.Misturar 1 colher (de chá) de raiz crua de rábano-picante ( rábano-bastardo), 1colher ( de chá) de mel e 1 colher (de chá) de cravo -da-índia num copo de água morna. Mexer bem. “Beber devagar e continuar mexendo ( já que o rábano tende a não se dissolver) –pensar em coisas agradáveis”, ironiza ele. Se preferir, faça gargarejo. É um dos preferidos do cientista.

Vitamina C. A vitamina também pode ajudar os tecidos do organismo a livrarem-se dos germes. Há quem recomende dobrar a dose diária oficialmente prescrita, de 60 miligramas.

Escova de dentes. Por incrível que pareça, afirma que a escova de dentes pode perpetuar e até causar dor de garganta. As bactérias ficam nas cerdas e qualquer lesão gengival durante a escovação pode permitir o ingresso de bactérias na região. “Assim que começar a se sentir mal, jogue a escova fora. Muitas as vezes basta para deter a evolução do problema”, “Se adoecer, substitua outra vez a escova, ao se sentir bem. A medida impede a reinfecção pessoal”.

Do ponto de vista preventivo recomenda substituir a escova de dentes mensalmente, guardando-a fora do banheiro, em lugar seco e livre de bactérias, comuns em lugares  úmidos. Se a pessoa achar caro comprar tantas escovas, basta considerar o custo de uma única consulta ao médico. Melhor permanecer com saúde.garganta-garganta

Outra causa de dor de garganta. Outra causa matinal. além do sono de boca aberta, é o refluxo de ácidos do estômago para a garganta , durante a noite. São grandes irritantes, sobretudo para os tecidos da garganta. Para evitá-lo,basta elevar a cabeceira da cama (10-15 cm), com tijolos, por exemplo. Mas nunca use travesseiros para isso:podem agravar o problema. Outra precaução: não comer ou beber uma ou duas horas antes de deitar.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: