Scroll Top

Dicas de Saúde

Glicemia- Benefícios que a Reeducação Alimentar Pode Trazer

Entre os diversos benefícios que a redução alimentar pode trazer, está o auxílio na prevenção e no tratamento do diabetes

Para serem transformados em energia, os alimentos ingeridos são transformados em glicose, o combustível das células. Em quem tem diabetes, a insulina, que é o hormônio responsável por fazer as células aproveitarem a glicose, não funciona bem ou não está circulando na quantidade certa. Por isso, além da medicação A redução Alimentar Prevenção e No tratamento do Diabetes indicada pelo médico (quando necessária), é indispensável os cuidados com a dieta, uma vez que alguns alimentos liberam glicose mais rapidamente (como os carboidratos simples, encontrados em doces, pães brancos e massas), outros menos.Dá algumas dicas que vão ajudar no melhor controle do nível glicêmico. Confira!diabetes1

RA– Uma alimentação saudável é capaz de prevenir a doença?

A alimentação é imprescindível para a prevenção do diabetes, principalmente para as pessoas que têm os principais fatores de risco, como: obesidade, ingestão de açúcar e gordura em excesso, sedentarismo, história familiar e herança genética, idade, estresse e alcoolismo. Cerca de 95% dos casos de diabetes tipo 2 acontecem, na maioria das vezes, por descuido com a saúde. A alimentação balanceada depende de muitos fatores. É preciso ficar atento á quantidade e á qualidade daquilo que você coloca no seu prato, além de preparar os alimentos de forma saudável. Por isso, não adianta comer legumes com creme de leite ou pão integral em grandes quantidades. O principal é mudar o estilo de vida para que a alimentação saudável não seja um sacrifício e seja sempre alinhada a exercícios físicos.

RA– Existem muitas receitas de sobremesas com adoçantes, como bolos e pudins, os chamados produtos diet. Essas receitas podem ser consumidas pelos diabéticos?

Os alimentos diet são por definição isentos de um determinado nutriente. Na maioria dos produtos, os diet são sem açúcar, mais é importante comprovar se o nutriente retirado foi mesmo o açúcar, e não gordura, sódio ou outro componente. Isso pode ver visto no rótulo e tabela nutricional do produto. Além disso, é importante que fique claro que nem todos os alimentos diet apresentam diminuição significativa na quantidade de calorias e, portanto, podem não ser adequados para pessoas que querem emagrecer. As receitas diet podem ser consumidas por diabéticos, mas é importante ter em mente a quantidade de carboidrato da receita, pois o carboidrato, assim como o açúcar, eleva a glicemia (glicose no sangue). O carboidrato está presente nas farinhas, frutas, cereais, açúcares, entre outros. O ideal é se-adaptar ao sabor natural dos alimentos, porque por mais que o adoçante não tenha calorias, quando utilizado por um longo prazo, principalmente os menos naturais como sucralose, acessulfame k e  aspartame, podem levar á resistência á insulina. Os adoçantes considerados mais naturais e por isso menos prejudiciais á saúde são a stevia ou o xilitol.glicemia1

RA– Qual a melhor forma para o diabético consumir carboidratos nas refeições?

A melhor forma é consumir o carboidrato de acordo, com um plano alimentar individualizado e de acordo com as necessidades específicas de cada indivíduo. A pessoa pode combinar duas fontes de carboidratos mas respeitando a quantidade total de carboidrato por refeição. A média diária é de 50-60% do valor calórico total consumido diariamente pela pessoa. Uma dica importante é combinar sempre o carboidrato com uma fonte alimentar que irá diminuir a glicemia, como fibras, azeite e gorduras boas, além de proteína magras.

RA– É preciso ter cuidado com as frutas, também?

Sim, as frutas não são liberados pois também possuem açúcar. O seu açúcar natural que é a frutose. Então, sempre que consumir frutas consuma junto com cereais rico em fibras, ou castanhas, para estabilizar o índice glicêmico e nunca em forma de suco.

RA– Trocar a versão refinada dos cereais pelos integrais já ajuda a controlar melhor o diabetes? De que forma?

Sim, as versões integrais, como o nome já diz, são mais inteiras e por isso preservam mais quantidades de fibras, vitaminas e minerais. São importantes para controlar mais a glicemia, além de auxiliarem na sensação de saciedade. Mas cuidado, as versões integrais nem sempre são menos calóricas e por isso devem ser consumidas sempre com moderação.

 

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: