Scroll Top

Dicas de Saúde

Gota – 17 Idéias para Enfrentar o Problema

A gota é um tipo de artrite que ataca como raio inesperado. A dor latejante, aflitiva, muitas vezes aparece á noite, tornando a pele avermelhada e deixando a articulação inchada e dolorosa quando nela se toca ou encosta. Pior ainda: uma crise pode durar vários dias. Antes considerada do domínio da realeza, descobriu-se depois que era causada por um plebeu rude: o ácido úrico. Todos nós temos ácido úrico na corrente circulatória. Mas se você sofrer de gota, ou você o produz em grande quantidade, ou produz normalmente mas não o excreta. De uma forma ou de outra, o excesso se transforma em minúsculos cristais que causam um processo inflamatório articular agudo. Quase sempre é o grande artelho(ou dedão do pé) o alvo primário, embora praticamento qualquer articulação possa ser o ponto focal. Qualquer pessoa pode ser vítima de gota, mas a vítima típica é o homem de meia-idade, obeso e com história familiar da doença. Se você está agora sofrendo dela, ou se é um sofredor em potencial, siga os conselhos de nossos consultores.

Repouso. Durante um caso agudo, mantenha a articulação atingida em posição elevada e em repouso, recomenda-se. Em geral é fácil seguir esse conselho, porque a dor é muito intensa. Durante essa fase, dizem os médicos, a maioria dos pacientes não suporta sequer o peso de um lençol sobre a articulação atingida.

Ibuprofeno. É a tremenda inflamação em torno da articulação atingida que causa a dor. Portanto você precisa de algum analgésico. Bom um que possa reduzir o processo inflamatório, ou seja, o ibuprofeno. Siga as instruções da bula. Mas se na dosagem recomendada não obtiver alívio, consulte seu médico antes de aumenta-la.gota

Evitar a aspirina e o acetaminofen. Todos as analgésicos não são iguais. A aspirina pode até agravar a gota ao inibir a excreção de ácido úrico. E o acetaminofen tem baixo poder anti-inflamatório para que se mostre eficaz.

Compressa de gelo. Se a articulação atingida se mostrar dolorosa, experimente aplicar compressa de gelo moído. O gelo tem um efeito atenuante, dormente. Coloque a compressa sobre a articulação durante 10 minutos. Proteja-a com toalha ou esponja. Reaplique-a quando necessário.

Evitar os alimentos ricos em purina. Os alimentos ricos numa substância chamada purina contribuem para elevar o teor de ácido úrico no sangue. Portanto, prudente evitar tais alimentos. Os alimentos com maior probabilidade de introduzir á gota contêm algo entre 150 a 1000 miligramas de purina em cada porção de 100 gramas. Entre eles estão os produtos de origem animal, ricos em proteína como enchova, miolos, consomés, molhos, coração, arenque, rins, fígado, extratos de carne, carne picada, mexilhão, timo e sardinha.

Limitar alimentos que contêm purina. Os alimentos que podem contribuir para a gota possuem quantidade moderada de purina (de 50 a 150 miligramas em 100 gramas). Limitá-los a uma porção por dia, em casos mais graves. Entre estes estão o espargo, o feijão, a couve-flor, a lentilha, o champignon, a aveia, a ervilha seca, o marisco, o espinafre, o cereal integral, o pão integral, os lêvedos. Na mesma categoria estão o peixe, a carne e a ave. Limitá-los a uma porção de 100 gramas, cinco vezes por semana.

Beber água em abundância. Os líquidos em abundância pode ajudar a eliminar o excesso de ácido úrico do sistema, antes que cause qualquer mal. A maioria das pessoas simplesmente não bebe água o suficiente. Para melhores resultados tome de cinco a seis copos por dia. Uma das vantagens: água pode a evitar os cálculos renais a que os pacientes com gota estão sujeitos.

Não consumir bebidas alcoólicas. Evite o álcool se tiver história de gota. O álcool parece aumentar a produção de ácido úrico e inibir sua secreção, que pode levar a casos de gota em algumas pessoas.  A cerveja é particularmente indesejável pelo seu elevado teor de purina, mais elevado do que o vinho e outras bebidas. Se você bebericar em ocasiões especiais, minimize o risco de uma reação. Beba devagar e tampone o vinho com carboidrato facilmente absorvíveis, como biscoitos tipo cracker, frutas e queijos.

Controle a pressão arterial. Se você tem pressão alta e gota, tem um duplo problema. Porque certos medicamentos prescritos para reduzir a pressão arterial, como os diuréticos, na realidade elevam o teor de ácido úrico. Portanto, é preciso tomar certos atitudes para reduzir a pressão de forma natural. Procure reduzir a ingestão de sódio, reduzir o peso e praticar exercícios. E nunca interromper qualquer medicamento prescrito sem consultar o médico.

Cuidado com as dietas excêntricas. Se você é obeso, torna-se imperativa perder peso. As pessoas mais gordas tendem ao maior teor de ácido úrico no sangue. Mas evite as dietas excêntricas, notórias por desencadeamento de crise de gota. Essa ditas, inclusive o jejum, causam degradação celular e liberam ácido úrico. Portanto, trabalhe junto com o médico para desenvolver um programa de emagrecimento gradual.gotas

Consulte o médico sobre os suplementos. Seja cuidadoso quando tomar vitaminas. Muitos dos nutrientes podem agravar o problema. O excesso de niacina  e de vitamina A, em particular, pode desencadear uma crise.

Não se machuque. Por alguma razão desconhecida, a gota muitas vezes agride uma articulação já previamente traumatizada. Assim, procure não bater com o dedão ou machuca-lo . E não use sapatos apertados, que também predispõe as articulações a pequenos traumatismo.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: