Scroll Top

Doenças e Tratamentos

Mau Hálito 16 forma de não ter mais ele

Você acabou de almoçar e esta no meio de uma importante entrevista que lhe poderá assegurar um novo emprego. Está tranquilo, agindo corretamente. As respostas ás perguntas do entrevistador estão na ponta da língua. Vocês riem juntos. Trocam sorrisos. Seu corpo diz que você está  á vontade, seguro de si. Conseguiu o emprego, supõe. Em seguida, você se levanta, dá o aperto de mão e diz “Adorei conversar com você, aguardarei noticias suas”. O entrevistador faz ligeira careta. O seu hálito superior se enruga. Dá um sorrisinho tímido, difícil. Você vê que algo saiu errado. Ele foi desencorajado pelo seu mau hálito. Não era exatamente a última impressão que você queria deixar. Teria sido o almoço? Pode ser. Mas também pode ser o almoço de ontem. Para saber por que, e para evitar esses momentos embaraçosos, prossiga com a leitura.

Não jante com a família do alho. Os alimentos altamente condimentados gostam de persistir depois do fim da festa. Os condimentos tendem a permanecer e a recircular as oleosidades e essências que deixam na boca. Dependendo de quando você comeu, o odor poderá ficar na sua boca até 24 horas: não importa quantas vezes escove os dentes. Entre os alimentos a evitar estão a cebola, a pimenta e o alho.mau ha

Evitar as carnes defumadas. O pastrami,os salames, e outras carnes defumadas e condimentadas deixam óleo depois que você as engole. Você respira. Elas respiram com você. Se tiver algum encontro onde seja necessário bom hálito, evite esse tipo de carne durante 24 horas, para que não fique impossibilitado de falar.

Evitar os queijos. Camembert, roquefort e outros tantos queijos são chamados fortes por uma boa razão, se prendem ao seu hálito e não soltam de jeito nenhum. Outros laticínios podem ter o mesmo efeito.

Cuidado com os peixes. Alguns peixes, como a anchova na pizza ou atum no sanduíche podem deixar uma impressão duradoura.

Atenha-se á água. O café, a cerveja, o vinho e o uísque estão no alto da lista dos agressores líquidos. Cada um deles deixam um resíduo que pode aderir ás placas da sua boca e infiltrar o sistema digestivo. A cada movimento respiratório você elimina ondas desses resíduos de volta para a atmosfera que o circunda.

Escova de dentes. Alguns odores podem ser eliminados, permanente ou temporariamente, se você escovar os dentes imediatamente após as refeições. O principal responsável é a película mole, aderente de bactérias vivas e mortas que se prende aos dentes e ás gengivas. A essa película dá-se o nome de placa. Em qualquer momento, há cerca de 50 trilhões desses organismos microscópicos habitando a sua boca. Ficam num canto escuro, comendo cada pedaço de alimento que passa pelos seus lábios, e produzindo certos odores por conta própria. Ao você exalar, as bactérias também exalam. Portanto, remova a placa após as refeições e livre-se do problema da halitose.

Lave a boca. Se não puder escovar os dentes, ao menos lave a boca. Vá ao banheiro depois de uma refeição e bocheche um pouco d’água. Cuspa a água fora, evidentemente.

Faça três refeições por dia. O mau hálito pode ser causado pelo jejum. Um dos efeitos colaterais do jejum ou da dieta insuficiente é o mau hálito.

Bocheche e engula. Você está num restaurante, sua escova de dentes e fio dental estão em casa. Você não pode se desculpar, pedir licença e levantar-se da mesa. Portanto, dê um gole num copo de água e discretamente circule a água pela boca, em torno dos dentes. Em seguida engula aqueles pedaços de alimentos potencialmente ofensivos.

Uso de colutório. Se precisar de 20 minutos de liberdade do mau hálito, use algum colutório. Mas como no caso da Cinderela, a mágica vai se desfazer em pouco tempo e você vai voltar a conversar e falar atrás da mão. Escolha o colutório pela cor e pelo sabor. Há colutório de vários sabores, eucalipto, hortelã, benzoato de sódio e ácido benzoico. Os colutórios vermelhos, de sabor forte, podem conter compostos do zinco. Os dois tipos neutralizarão os resíduos produtores do mau cheiro das bactérias da boca.mau-halito

Bala de menta ou chiclete. Como o colutório, a bala de menta ou chiclete de hortelã encobrem o mau hálito, o que é bom para uma breve entrevista, um breve passeio num carro pequeno, ou um brevíssimo encontro.

Salsa. A salsa acrescenta mais verde ao seu prato de almoço: também lhe dá bom hálito. Refresca naturalmente. Pegue um ramo e mastigue-o completamente.

Ervas e condimentos. Certas ervas e condimentos melhoram o hálito naturalmente. Traga um pouco consigo para mastigar depois de uma refeição que na certa lhe causará mau hálito.

Escovar a língua. A maioria das pessoas esquecem da língua ao escovar os dentes. A língua tem uma superfície rugosa que ao microscópio parece uma floresta de cogumelos. Debaixo desses cogumelos há lugar de sobra para abrigar toda uma população de bactérias e parte do que comemos. Isso causa mau hálito. Ao escovar os dentes, “varra” com delicadeza a superfície da língua. Não deixe ali resíduo alimentares e bactérias que produzem mau hálito.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: