Scroll Top

Dicas de Saúde

O que Acontecer no coração de um diabético

O diabetes não é um bicho-de-sete-cabeças, uma vez que, tratado, não apresenta mudanças significativas na saúde de quem possui a doença. No entanto, o contrário pode gerar diversos problemas no organismo, afetando, expressivamente o coração. “Evidência atuais indicam uma correlação, clara entre glicemia (taxa de açúcar no sangue) e doença cardiovascular”. Os profissionais também destaca que o diabetes ainda está associado á obesidade e alterações no colesterol, fatores de risco para danos em vaso, artérias e veias, para manter o coração diabético saudável, é preciso, sim de alguns cuidados particulares, porém, sem pânico! Basta manter hábitos saudáveis, que seu órgão-maestro vai bater feliz no peito!

Sem descuido!

Independente de qual seja o tipo de diabetes, é necessário cautela para que ele não se relacione com outras doenças. “Aproximadamente 90% a 95% dos diabéticos tem chamado tipo 2, mas tanto o diabético tipo 1 quanto tipo 2 estão associado ao aumento do risco de doenças cardiovascular. A afinidade com doenças do coração, por exemplo, acontece porque o excesso de açúcar no sangue (hiperglicemia) causa inflamação nos vasos sanguíneos que aumenta o risco das plaquetas (substância responsáveis pela coagulação) formarem trombas. Isso significa que, quando os trombos estão na corrente sanguínea, podem obstruir a passagem e ocasionar acidentes vascular, como a aterosclerose, quando há a obstrução de órgão vitais, caso do contorna mais rígidos, deixando mais difícil a passagem entre eles, sobrecarregando o trabalho do coração.insul

Por dentro do descontrole.

São vários os critérios que caracterizam uma doença descompassada. “No entanto, basicamente o mais simples de ser avaliado é através da dosagem da hemoglobina glicada que, representa a média da glicemia dos último 3 meses”. Se estiver dentro do alvo para aquele indivíduo (valor que muda conforme a idade e doenças), pode se dizer que está sob controle. Já se o valor estiver muito acima é possivel que seja uma porta de entrada para outros problemas de saúde, uma vez que , mesmo o coração sendo grande afetado, em caso de descontrole, o diabetes leva á  prejuízo aos olhos e risco de cegueira, danos no rins, podendo culminar com hemodiálise e danos aos nervos, e alterar de forma importante a sensibilidade.

Risco sim: irremediável, não!

É importante deixar claro que essa complicação da doença ocorrem ou tem mais chance de acontecer em indivíduos com o diabetes descompensado. Ao controlar, o diabético não tem ressalvar graves, apenas a necessidade de cultivar bons hábitos controlar a glicemia e a aplicação de insulina e realizar acompanhamento médico com frequência. “O paciente diabéticos, por tem maior risco cardiovascular em relação á população não diabética, deve preocupar-se em manter-se dentro do peso adequado, fazer atividade física regularmente, não fumar e evitar excesso de bebida alcoólicas. Por fim, ter hábitos de vida o mais saudável possível”.

Coração diabético de ferro!

Positivo:

Pratique atividade física regularmente.

Tome as medicações prescrita corretamente

Alimente-se de maneira equilibrada, sempre

Preferindo alimentos menos industrializado, gordura saturada e sal

Agende consultas médicas com frequência para um melhor acompanhamento doença

Controle a glicemia regularmente.

Negativo

Excessos alimentos, uma vez que levam ao ganho de peso e descontrole da doença

Hábito de fumar, pois é um fator de risco a mais para lesões nos vasos sanguíneos.

Se automedica ou trocar medicação por conta própria.

“Isso em geral, leva a maus resultado com descontrole do diabetes com descontrole do diabetes e episódios de hipoglicemia(queda de açúcar no sangue)”, já que piora a performance cardiovascular.

Se  sedentário, já que piora a performance cardiovascular

Que doença é essa em 5 passos

1-Existem duas formas mais comuns da doença, o tipo 1 e o 2

2-Em ambas ocorrem problemas na produção de insulina pelo pâncreas, porém de maneiras distintas. O hormônio insulina é essencial pois regula a taxa de açúcar no sangue (glicemia)

3-Por isso, o diabético necessita de dose diária de insulina para manter a glicemia adequada.insulina

4-O primeiro tipo é caracterizado por uma síndrome autoimune, em que o próprio corpo destrói as células do pâncreas, produtoras de insulina.

5-O segundo, e mais comum surge com maus hábito de vida e doenças como obesidade e hipertensão.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: