Scroll Top

hortaliça

Os 14 Beneficio da Cebola para a Saúde

Cebola

Pode se deduzir que as cebolas, juntamente com outros vegetais, ocuparam um lugar importante na dieta dos escravos construtores da pirâmides.

No entanto, as cebolas contribuem com pouquíssimas calorias á dieta , especialmente quando se está realizando exercício fisico intenso, também  não se pode dizer que seu sabor  seja  delicioso. Portanto aquele povo de rudes escravos deve ter sentido falta das cebolas, sobretudo pelas suas propriedades medicinais. Em nossos dias a cebola continua sendo um dos alimentos com maior poder curativo.

Propriedades e indicações: Nenhum nutriente se destaca quando se examina a composição da cebola. As proteínas setão presente  em pequena porcentagem, ainda que notável tratando-se de uma hortaliça. Seu conteúdo em gorduras é praticamente desprezível.cebola

As vitaminas estão todas presentes ainda que em pequena quantidade. Igualmente ocorre com os minerais, entre os quais se destaca apenas o potássio. Entre os oligoelementos,o mais abundante é o enxofre, que faz parte da essência volátil.

Os sais minerais da cebola: se convertem em carbonatos de reação alcalina ao passar pelo sangue, o que explica o notável efeito alcalinizante desse bulbo.

Em contraste com essa composição pouco relevante quanto a nutrientes, a cebola é muito rica em substâncias não nutritivas dotadas de uma grande atividade fisiológica.

Óleos essenciais: É resposável do tipíco cheiro da cebola. Sua composição é muito complexa, pois está formada pela mistura de mais de cem substâncias diferentes.

Flavonóides:São substâncias do tipo glicosideo que favorecem a circulação sanguinea, impedem a formação de coágulos e bloqueiam a a oxidação das lipoproteínas de baixa densidade gordura do sangue, causadora de arteriosclerose. A cebola é rica em quercitina, um dos flavonóides mais ativo. Foi comprovado que a quercitina é bem  absorvida no intestino. A maior parte das propriedades da cebola se atribuem ás substância que formam esse óleo essencial e aos  flavonóides Antibiótica, peitoral, anti-asmática, protetora do coração e das artérias, diurética e antitumoral.

Enzimas: A cebola é rica em substâncias enzimáticas como as oxidosas e as diastosas.

Glucoquina: É definida como um “hormônio vegetal” que tem faculdade de reduzir o nível de glicose no sangue.

Fibra vegetal: Muitas propriedades medicinais da cebola têm sido descritas e são muitas as suas recomendações para numerosas afecções. Como seu óleo essencial é volátil e impregna rapidamente todos os tecidos do organismo, é lógico pensar que possa atuar sobre múltiplos órgãos.

Afecções respiratórias:Os compostos de enxofre que formam o óleo essencial da cebola passam rapidamente ao sangue assim que chegam oa estômago e são eliminados em primeiro lugar pelos pelos pulmões. Todas as infecções das vias respiratórias, desde a sinusite até a bronquite e a pneumonia,melhoram com o consumo de cebola, crua cozida, assada ou em xarope.

Asma brônquica: Foi comprovado que o tiassulfinato,um dos componentes do óleo essencial da cebola, é capaz de conter a resosta alérgica bronquial em caso de asma. Além disso, comprovou-se que a tiassulfinato da cebola também atua sobre o centro respiratório do tronco cerebral, produzindo uma dilatação dos brônquios os efeitos do beneficios da cebola sobre os brônquios são sentidos minutos após ingeri-la

Arteriosclerose afecções coronárias: As evidências de que o consumo de cebola evita a arteriosclerose, impede a trombose, e melhora a circulação do sangue pelas artérias coronárias são cada vez maiores. O consumo habitual de cebola em qualquer de suas formas previne a arteriosclerose, fluidifica a circulação sanguinea em todas as artérias e reduz o risco de sofrer complicações grave como o enfarto do miocárdio.

Aumento de triglicérides no sangue: Os triglicérideos formados por ácidos graxos e glicerina, são um dos tipos de gorduras que circulam pelo sangue. Um nível  elevado de triglicérideo favorece a arteriosclerose e as doenças coronários.

Afecções renais: A cebola é apropriada na dieta  dos que sofrem de (cálculos), infecções urinárias ou algum grau de insuficiência renal.

Diabetes: Reduz o nível de glicose, por isso é um alimento muito recomendável para os diabéticos.

Afecções hepáticas: Estimula a função de desintoxicação do figado e favorece a ação de outras glândulas digestivas produtoras de sucos. Em caso de insuficiência hepática por hepatite crônica ou cirrose.

Câncer: Foi comprovado que quem consome mais cebola e alhos tem menor risco de sofrer de câncer do estômago. Está pois justificado o consumo abundante de cebolas como preventivo e como complemento do tratamento de determinadas tipos de câncer como do estômago e do colon.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: