Scroll Top

cereal

Os 23 Beneficio da Soja Para Saúde

Os que se dedicaram a estudar o japonês descobriram com surpresa que nesse idioma não existe palavra para referir-se ao “fogacho” os calores que aflingem as mulheres na menopausa. Numerosos estudos confirmaram que é precisamente a soja, o consumo diário, é responsável por sua melhor saúde reprodutora e por sua menor taxa de câncer de mama e de próstata.

Felizmente, nas últimas décadas os pesquisadores estão descobrindo um numero cada vez maior de propriedades curativo deste alimento. Isso faz com que a soja começasse e ser mais apreciadas.

Indicações: A semente de soja é, possívélmente, o alimento natural com maior teor de proteínas, vitaminas e minerais. Além disso, a soja também contém valiosos elementos fitoquímicos. Sua extraordinária capacidade de nutrir e prevenir as doenças é melhor compreendida ao conhecer sua composição.

Proteínas: A soja é o alimento mais rico em proteínas de todos que a natureza nos oferece, uma vez que contém 36,5%. A carne, com menos de 20%, e os ovos, com 12,5%, ficam muito atrás. Suas proteínas satisfizeram as necessidades de aminoácidos de nosso organismo, tanto de adultos como de crianças. No entanto, as proteínas da soja contém uma proporção suficiênte deste importante aminoácidos, para se dizer que são proteínas completa. Sua qualidade biológica é comparável à da carne. As proteínas da soja se digerem e absorvem com a mesma facilidade que as do leite de vaca.

Gorduras: Diferentemente de outros legumes como feijões ou lentilhas, mas por predominarem os ácidos graxos insaturados, a gordura da soja contribui para reduzir o nível de colesterol.soja

Carboidratos: Estão formados por diversos oligossacarídeos, sacarose e uma pequena parte de amido. Diferentemente de outros leguminosos, como as lentilhas, os feijões, a soja verde ou azuki, que são ricas em amido.

Vitaminas: 100g de soja aporta mais da metade das necessidades diária de vitamina B1 e B2 e uma quinta parte das vitaminas B6 e vitamina E. A soja é pobre em vitamina C e quase não contém provitamina A.

Minerais: A soja contém elevada concentração de minerais, de ferro, cinco vezes mais que a carne, quantidade que ultrapassa as necessidades diárias deste mineral para um homem adulto. O ferro não- hem, que é o pior absorvido que o ferro- hem da carne, a presença simultânia da vitamina C no intestino procedente de verduras frescas ou frutas ingeridas na mesma refeição. A soja também é muita rica em fosforo, magnésio e potássio. Também é bastante rica em cálcio, por isso é muito apropriada em caso de afecções cardiocirculatório.

Fibra: A soja contém fibra, em sua maior parte solúvel. Entanto, os produtos derivados da soja contém bem menos fibra. A fibra de soja contribui para regular o trânsito intestinal e para reduzir o nível de colesterol.

Substâncias nutritivas: O grão de soja contém abundantes substâncias químicas que não são verdadeiros nutrientes no sentido estrito do termo, masque exercem notáveis ações no organismo. Algumas delas,como as isoflavonas.

Isoflavonas: Constituem o componente não- nutritivo mais importante da soja. Deve-se a ela a maior parte de suas propriedades terapêutica. São um tipo fitoestrógenicas, que exercem ação similar à dos estrógenos, mas seu efeito indesejável.

Fitosteróis: São substâncias semelhantes ao colesterol contido nos alimentos, reduzindo assim seu nível no sangue.

Inibidores das proteasas: Essas substâncias estão presentes na soja e, em menor proporção, em outros legumes. Em doses altas, tal como se encontram na soja crua, são tóxicas e consideradas como um fator anti- nutritivo. No entanto, ao processar a soja  e sua concentração é bem reduzido sua ação é bem valiosa e anticancerigena.

Ácido fítico: Encontra-se principalmente no farelo dos cereais e também na soja. Embora dificulte a absorção de ferro e de outros minerais, é capaz de neutralizara ação das substâncias cancerígenas que são ingeridas como alimentos.

Transtornos próprio da mulher: Devido a seu conteúdo em isoflavonas, o consumo de soja e de seus derivados favorece o equilíbrio hormonal da mulher. Regularização do ciclo menstrual. Especialmente na pré menopausa.

Alivio dos sintomas da menopausa: O consumo habitual de soja e de seus derivados mais ricos em isoflavonas faz com que a menopausa passe sem maiores transtornos. Alimentação à base de soja e derivados contribui uma alternativa válida e eficaz à terapia de reposição hormonal com estrógenos. Tem os mesmos efeitos benéfico que este sobre os ossos e o coração, com grande vantagem de que protege contra o câncer de mama e de útero.

Diminuição do risco de câncer da mama: Pesquisa realizada mostraram claramente que, quanto maior for o consumo de tofu, menor é o risco de câncer da mama. O efeito protetor do tofu se manifesta tanto na pré- menopausa quanto na pós menopausa. O tofu é o produto de soja mais rico em fitoestrógeno do tipo isoflavonas, seguido pelo leite da soja.

Transtornos próprio do homem: É curioso que os fitoestrógenos da soja induzem os efeitos benéficos dos estrógenos naturais, mas sem seus inconveniente. Isso ocorre tanto na mulher como o homem. De mama risco de câncer de próstata. Os homens apresentam menor mortalidade por câncer de próstata. De menos risco de enfarte do miocárdio: Tanto os fitoestrógenos como os estrógenos produzidos pelo organismo evitam a arteriosclerose e melhoram a saúde do coração e das artérias.

Colesterol elevado: É fato bem demonstrado que o consumo habitual de soja e de seus derivados produz uma diminuição no nível de colesterol total no sangue.

Arteriosclerose: Acreditava-se que o processo de endurecimento arterial era irreversível. Agora sabemos que, por ação da soja, as artérias se tornam menos rígidos e estreitas.

Trombose: Tem-se comprovado experimentalmente que a genisteína da soja impede a formação de trombos nas artérias, inibindo a formação de trombina e a agregação de plaquetas. A formação de um trombo dentro de uma artéria constitui a complicação mais grave da arteriosclerose.

Osteoporose: O consumo abundante de proteínas de origem animal provoca a perda de cálcio com a urina e é considerado um dos fatores que mais contribui para a osteoporose. As proteínas da soja reduzem a perda urinária de cálcio e aumenta mineralização e a densidade dos ossos.

Insuficiência renal: As proteínas da soja não entorpecem a função dos rins como ocorre com as proteínas de origem animal. Substituir a carne por produtos de soja favorece a função renal, tanto no caso de insuficiência, como de nefrose.soja-soja

Alimentação infantil: A soja aporta proteínas de alta qualidade para as crianças, que podem satisfazer suas necessidades nutritivas e contribui para se desenvolverem adequadamente.

alergia infantil: A alimentação à base de soja acaba com muitos casos de erupções, dermatites atrópicas, asma, e outras manifestação infantil de alergia.

Prevenção do câncer: Muita atenção ao efeito anticancerígeno da soja e de seus produtos. O consumo diário de uma porção de produtos de soja reduz o risco de câncer de mama, de cólon, de reto de estômago, de próstata de pulmão.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: