Scroll Top

dicas

Os Benefícios da Vitamina E

A vitamina E é uma das substâncias mais abordadas pela mídia quando o assunto é nutrição. De tempos em tempos, recomenda-se a suplementação com vitamina E, apenas para depois contraindicar essa mesma suplementação.

Essa vitamina lipossolúvel é mesmo importantíssima e há muitos benefícios da vitamina E, mas a sua suplementação não é indicada para a maioria das pessoas. Na verdade, as fontes naturais são abundantes e suficientes para praticamente todo mundo.

Para estimular o consumo de suas fontes naturais, reunimos seis benefícios da vitamina E para a saúde e para a boa forma.

Ação Antioxidante

Entre as funções e benefícios da vitamina E, sua ação antioxidante é provavelmente a mais importante. Através dessa função a vitamina E é capaz de neutralizar os radicais livres, substâncias que figuram como uma das causas de muitas doenças crônicas e degenerativas.

Também em virtude de sua ação antioxidante, a vitamina E protege as gorduras do corpo contra a oxidação. Essa proteção é importante em vários níveis, a começar pela defesa da membrana plasmática, isto é, da membrana exterior das células. Essa defesa contribui para o bom funcionamento de todas as funções celulares.vitamina

 Prevenção de Doenças Cardiovasculares

Outra importante gordura protegida pela vitamina E é o colesterol LDL (o colesterol “mau”). Também nesse caso a proteção é importantíssima, pois o colesterol LDL se torna muito mais perigoso caso seja oxidado, uma vez que passa a se acumular nas artérias e dá início ao processo de arteriosclerose.

A vitamina E zela pela saúde circulatória de modo geral, já que uma de suas funções é a formação dos glóbulos vermelhos, atua na dilatação dos vasos sanguíneos e previne a formação de coágulos dentro do sistema circulatório.

Pele

A ação antioxidante é também reconhecida pelos seus benefícios estéticos, uma vez que os radicais livres são associados aos efeitos indesejados do envelhecimento. Um dos benefícios da vitamina E é sobretudo a boa aparência da pele, motivo pelo qual é muito usada pela indústria de cosméticos. É possível encontrar, por exemplo, quantidades consideráveis de vitamina E nos filtros solares. Nesse sentido, a propriedade mais relevante da vitamina E é manter a hidratação natural da pele.

Sistema Imunológico

Além dessas funções, um dos importantes benefícios da vitamina E é a manutenção do sistema imunológico. Numerosas pesquisas indicam que a imunidade depende amplamente de bons níveis de vitamina E, que demonstra sua eficácia especialmente em pessoas com a imunidade debilitada pelo envelhecimento ou por quaisquer doenças.

Saúde Muscular e Óssea

Como um efeito indireto, a vitamina E contribui para a saúde muscular e óssea, uma vez que é necessária para as funções de absorção e de uso do cálcio e do potássio, minerais importantes para o funcionamento e manutenção dos tecidos muscular e ósseo.

Ganho de Massa Muscular

A vitamina E certamente contribui para o ganho de massa muscular. Além de influenciar a saúde muscular indiretamente através do sistema circulatório e dos níveis de cálcio e potássio, a atuação antioxidante da vitamina E protege os músculos dos radicais livres que são normalmente liberados após os treinos de resistência muscular. Dessa forma, os músculos se recuperam mais rápido e melhor, o que facilita o ganho de massa muscular.

Perda de Peso

O tema dos benefícios da vitamina E sobre a perda de peso é cheio de mitos. A ideia de que a vitamina E acelera o metabolismo é o fundamento mais frequentemente utilizado para justificar a influência da vitamina sobre a perda de peso. Na verdade, porém, a vitamina E não contribui para isso diretamente.

Entretanto, é possível falar de uma contribuição indireta da vitamina E para o emagrecimento: uma vez que a massa muscular aumenta o gasto calórico do corpo, é possível que a perda de peso seja um efeito colateral do ganho de massa muscular facilitado pelos bons níveis de vitamina E

Efeitos da Deficiência de Vitamina E

Níveis muito baixos de vitamina E são extremamente raros em pessoas saudáveis, uma vez que há muitos alimentos com vitamina E, suas fontes são abundantes e que ela pode, como uma vitamina lipossolúvel, ser armazenada pelo corpo. A deficiência de vitamina E, que ocorre em pessoas subnutridas ou com problemas na absorção de gorduras, provoca, porém, uma série de males.

Em primeiro lugar, o efeito anticoagulante da vitamina E pode fazer falta ao corpo, de modo que coágulos possivelmente perigosos podem se formar no sistema circulatório. A ação antioxidante na proteção das gorduras também deixa de existir, de modo que as células passam a sofrer danos. Especialmente perigosos são os danos às células nervosas, cuja bainha de mielina se enfraquece.

O sistema imunológico, em caso de falta de vitamina D, se enfraquece. O corpo fica ainda menos resistente com a queda nos níveis de glóbulos vermelhos, que pode provocar anemia. Além disso, uma deficiência prolongada deve causar uma queda nos níveis de cálcio e potássio, de modo que os ossos e os músculos têm seu funcionamento prejudicado e podem se degradar.

Fontes Naturais de Vitamina E

São abundantes as fontes naturais de onde encontrar a vitamina E. A vitamina E concentra-se significativamente em vegetais verdes escuros, entre os quais as maiores concentrações se encontram no espinafre e nos aspargos.

Entretanto, uma vez que a vitamina E é uma vitamina lipossolúvel, também pode-se encontrá-la facilmente em alimentos com gorduras saudáveis, como sementes (sobretudo a semente de girassol), amêndoas, e peixes oleosos (como o salmão e a popular sardinha). Vegetais gordurosos, como o abacate, também são alimentos onde encontrar vitamina E é possível.

Suplementação de Vitamina E

Uma vez que as fontes naturais de vitamina E são abundantes e disponíveis, é muito raro que a suplementação de vitamina E seja realmente necessária. A suplementação pode, porém, ser benéfica para muitas pessoas, se feita dentro de limites seguros.

Porém, na escolha de suplementos de vitamina E é necessário muito cuidado. Em primeiro lugar, recomenda-se se assegurar que o suplemento contenha a vitamina em sua forma natural, que é muito mais eficaz que a forma sintética.

Mais importante que isso, porém, é a determinação da dosagem. Recomenda-se fortemente a consulta a um médico para determinar a dosagem adequada levando em consideração a dieta e outros fatores. Evitar a overdose de vitamina E é, nesse caso, a prioridade.E

Overdose de Vitamina E

Níveis muito altos de vitamina E são extremamente perigosos. O excesso de vitamina E provoca uma diminuição dramática nos níveis de vitamina K, responsável pela regulação dos processos de coagulação do sangue. Esse efeito, combinado à propriedade anticoagulante da vitamina E, cria um risco alto de sangramentos no corpo.

Esse risco pode se tornar ainda maior em caso de interação com medicamentos anticoagulantes como a aspirina. Especialmente perigosa é a possibilidade de sangramentos letais no cérebro, de modo que a suplementação de vitamina E deve ser feita com absoluta cautela.

 

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: