Scroll Top

Dicas de Saúde

Triglicerídio 9 Maneira de reduzir a gordura

Os triglicerídios, com o colesterol, são as principais fontes de gorduras que circulam no sangue. Ambos necessários, o colesterol para fortalecer as células, os triglicerídios para dar-lhes energia, quando permanecem elevado por longos períodos de tempos, ocasionam problemas. Nos caso do colesterol, o problema é a obstrução arterial. No caso dos triglicerídios, contudo, o problema ainda não é bem definido. Para o cardiologista diz que os triglicerídios não tem importância independente nas cardiopatias.

Mas em termos práticos, insiste ele, o elevado teor de triglicerídios se acompanha de baixo teor de HDL-colesterol (o colesterol bom) e indica que se está transportando partículas de gordura no sangue causadoras de doença vascular. Portanto, devem ser visto como sinal de perigo. O teor normal oscila 40 e 250 miligramas por 100 ml de sangue, em faixa bastante ampla. Em geral teores entre 250 e 500 mg /100 ml são considerados “limítrofes”, mais acima de 500 consideram-se elevados. O melhor, porém, é se manter abaixo de 150 mg/100 ml.

Convém lembrar que os triglicerídios podem ser controlado de forma bastantes a do colesterol. Melhorar  os primeiros é melhorar o segundo. Se o seu médico o aconselhou a baixar a taxa de triglicerídios, ótimo, as dicas a seguir o ajudarão. E se lhe disse para abaixar o seu LDL-colesterol, também ótimo, as dicas não o prejudicarão. Uma dessas raras situação em que se ganha dos dois lados, desde que se sugestões seguintes.gorda

Corta a gordura. A dieta é a melhor maneira de reduzir triglicerídios, diz o médico. Suas recomendações consistem basicamente em eliminar as gorduras da dieta. Quanto menos gorduras, melhor, diz ele. Para começar, reduzir para menos 30% o porte calórico das gorduras, embora o ideal seria para 20%. E manter as gorduras saturadas em menor de 10%.

Ir por etapas. Uma maneira de produzir as gorduras ao nível de 20% é ir por etapas. Por exemplo: reduzir a ingestão de gorduras para 30% das calórias no primeira mês (o nível médio desse aporte na dieta norte-americana é de 40%). E retornar ao médico para ver se houver melhora no teor de triglicerídios. Se ocorreu, provavelmente ele lhe dará os parabéns e mandará prosseguir na dieta. Caso contrário reduz a ingestão para 25% , mais um mês e veja o que acontece.

Se não houver melhora reduz para 20% mais dois meses. Esse nível praticamente assegura boa parte calórico de carboidratos complexos, o que deverá propiciar uma redução do teor de triglicerídios.

Passar para os carboidratos complexos. As população com dieta rica nesses carboidratos não têm o problema da hipertrigliceridemia. Convém adotá-la sempre que possivel, recomenda, mais cuidado para não introduzir a gordura pelos velhos hábitos de preparo dos alimentos. “As receitas de que se dispões para carboidratos complexos, massas arroz, feijão, e outro grão, nos obrigam a cozinham com muito gordura”. É preciso encontra receitas de lasanha, por exemplo, ou batatas coroadas, que não utilizem gordura em excesso. E isso, é o mais difícil. Pratos com alto teor de carboidratos e baixo de gordura, encontram poucas receitas e acabam obrigando você a comer espaguete puro, sem qualquer molho. Mas valeria a pena descobrir e preparar tais pratos? Pode apostar que sim.

Corta os doces. “Os carboidratos simples, balas, doces, açúcar e outros guloseimas, contribuem para elevar o nível de triglicerídios“, o melhor é esquecer os açúcares. Os carboidratos simples são provavelmente os piores agressores. Um verdadeiro problema.

Emagrecimento. Muito importante. Emagrecer depende do peso ideal, mas você não precisa perde todo o seu excesso de peso para uma queda dos triglicerídios. Cinco quilos já bastam para quem está 20 a 30% de excesso de peso. De qualquer forma deve-se procurar manter o peso não mais do que 5 ou 10% acima do ideal.

Ginástico. A ginástica reduz os triglicerídios. Embora difícil de dizer se em decorrência do emagrecimento ou de um melhor metabolismo; poderia ser de ambos. A razão dessa incerteza é que em certas pesquisas observou-se que 1 hora de execícios vigoroso três vezes por semana, ajudar a reduzir o nível de triglicerídios, mesmo que não se tenha redução de peso.triglece

Evitar o álcool. O consumo alcoólico é gravante da elevação desse tipo de gordura, afirma os médicos. Convém evitá-lo mesmo em pequenas doses.

Peixe. Óleo de peixe, e isso está bem documentado, tem o efeito mais acentuado sobre teor o de triglicerídeos.

Diversas pesquisas demonstram essa capacidade nos ácidos graxos omega-3, encontra nos óleos de peixe. Para se conseguir um bom teor de óleo de peixe basta comer peixe regulamente, ou combinando uma dieta rica em peixe como uso esporádico de cápsulas. Nas pesquisa, quase sempre se usa 15 gramas de óleo de peixe por dia, equivalente a 250 gramas de salmão, arenque ou cavalinha. Novas pesquisa conseguiram os menos resultados com 10 gramas.

Parece que o óleo de peixe é melhor nas pessoas que não comem peixe regularmente. Pois se alguém comer peixe regularmente, tenha certeza de que estará bem.

Dieta de arroz e frutas

Seus doentes graves só se alimentavam de frutas e arroz e saíram aparentemente curados. Trata-se de uma dieta tida como precursora de novas e variadas dietas para o emagrecimento. funciona em pessoas com triglicerídios elevados.

Mas pouca gente a tolera. Pode-se tentar ao menor de forma intermitente, para se conseguir algum efeito. Há o caso de um paciente que reduzir o colesterol de 1000 para 117 miligramas em apenas 2 meses. Essa dieta nunca deve ser experimentada sem supervisão e aprovação médica. Convém lembrar, porém que a pessoa já obtém resultado em apenas 2 ou 3 dias poderia, a curto prazo erradicar o problema da gordura que depois seria acrescentada moderadamente, tornando o cardápio mais apetitoso ao paladar.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: