Scroll Top

Doenças e Tratamentos

Varizes – o que é, Causas e Tratamentos Naturais

Varizes são veias anormalmente dilatadas e tortuosas. Há varizes superficiais e profundas, grandes e pequenas. Ás vezes, inflamam e doem, caracterizando a flebite. O maior perigo para a saúde, entretanto, reside na formação de trombos(coágulos) no interior dos vasos tortuosos. Esses trombos, por contingência do destino, podem a qualquer momento desprender-se e ocasionar “entupimentos” em órgãos distantes, levando a embolia pulmonar ou cerebral. Causas: Há vários fatores culpados pelo aparecimentos de varizes. Pesquisas recentes vêm trazendo á luz a responsabilidade de fatores pouco suspeitos, como a prisão de ventre! A pressão intra-abdominal, produzida pelo contínuo esforço ao evacuar, gera não só dilatações hemorroidárias (que são um tipo de variz), mas alterações varicosas em outras partes do corpo, como testículos (varicocele) e membros inferiores. A genética tem sua parte de culpa, sem dúvida. Há pessoas mais ou menos predispostas a varizes. Se você é particularmente sujeito, deve evitar os outros fatores de risco aqui relacionados.varizes1 Manter-se muito tempo de pé é inconveniente inevitável de certas profissões. O barbeiro, o comerciante, o professor pagam esse tributo á carreira escolhida. Mas é possível amenizar esse fator de risco evitando-se os demais. Ficar sentado a maior parte do tempo é também muito ruim para os vasos. Os naturistas imputam ao consumo exagerado de laticínios grau considerável de culpa. Cigarro, álcool, drogas, má alimentação, vida sedentária etc. Interagem na destruição da integridade vascular, produzindo arteriosclerose, por um lado, e varizes, por outro lado. Os estudiosos do naturismo falam de ênfase na relação entre varizes, flebite e úlceras varicosas com a dieta moderna: muito laticínios, alimentos gordurosos, carnes, produtos refinados, massas brancas, chocolates, lanches ligeiros, açúcar, molhos, cremes, condimentos, temperos picantes, refrigerantes, pão branco, farinhas, guloseimas. Recomenda-se também evitar café, embutidos, frios, margarina, manteiga, queijos, frituras. Sugestões naturais: Abacate, folhas — Picar as folhas secas de abacate, colocar num vidro de boca larga e cobri com um pouco de álcool a 90 graus. Acrescentar três pedras de cânfora. Deixar em repouso por uma semana, em local escuro. Aplicar no local (não sobre feridas ou úlceras). Alecrim –– Se há infecção, chá de alecrim, bardana e tanchagem, tomadas juntas. Dose três colheres, das de sopa, das plantas picadas para um litro de água, de 2 a 3 xícaras ao dia, com 30 gotas de própolis para cada xícara. É particularmente benéfico.vari3 Bioflavonoides — Á venda em lojas de produtos naturais, ajudam a fortalecer os vasos. Cavalinha — Lavar o local com chá forte de cavalinha. Cipreste — Macerar as sementes verdes de cipreste(bolinhas verdes) em um copo de água. Ferver metade desse conteúdo. Misturar a parte fervida com a parte onde as sementes foram apenas maceradas em água. Aplicar no local. Centela-asiática — Esta planta, famosa no oriente, é particularmente indicada em distúrbios da circulação venosa. Ajuda a prevenir e a tratar varizes, diminuindo a sensação de “dor e cansaço nas pernas”. Recomenda-se, tradicionalmente, de três a seis cápsulas de 250 mg ao dia, ou duas cápsulas em cada refeição. Erva-moura — Aplicar as folhas frescas(bem limpas), maceradas, sobre feridas e úlceras. Espinheiras-santa — Aplicar as folhas frescas (bem limpas), maceradas. Ginkgo biloba –– Passada a fase aguda, o uso dessa planta ajuda a fortalecer os vasos: 120 a 240 mg por dia é a dose usual. Hamamélis –– Extrato fluido ou tintura para uso interno, e pomada para uso externo. Limão — Tomar água de limão várias vezes ao dia. Procedimento simples que exibe ótimos resultados em distúrbios vasculares.

Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: