Dicas de Saúde

19 Segredo para Conter Odor dos Pés (Chulé)

Que cheiro é esse? Não poderia ser dos seus pés? Não! Claro que não. Seria muito constrangedor. Deve ser, digamos algumas outra coisa. Quem sabe um pedaço de queijo, esquecido atrás do sofá desde o mês passado?

Mais antes disso, sera que faria a gentileza de calça de novo o sapato e presta atenção aos conselho seguintes?

Lavá-los: muitas vezes. Pode parecer elementar. Mas você deve manter os pés escrupulosamente limpos. Use água morna com sabão e lave-os quantas vezes for necessários. Várias vezes por dia, se transpirar muito e perceber o cheiro. Escove-os com escova macia, mesmo entre os dedos, e procure enxugá-los bem.

Talco. Após lavá-los aplique talco, amido, ou spray antifúngico. Outra forma de manter os pés frios e secos, diz especialistas. É tratar os sapatos, polvilhar neles talco ou amido.odor

Uso de antitranspirante. O segredo para controlar o dor é usar ou um antitranspirante ou um desodorante diretamente nos pés. Pode ser qualquer desodorante. Lembre-se que embora os desodorante eliminem o odor, não eliminam a transpiração. Só os antitranspirante cuidam os dois problemas. Recomenda os produtos que contenham hexahidrato de cloreto de alumínio.  Mas não use antitranspirante se tiver lesões de pé de atleta em atividade afirma os especialista dos pés.

As lesões nesse caso, vão doer. “Além disso recomenda os produtos em bastão, já que a maior ação do antitranspirantes em spray se perde no ar. use produto duas a três ao dia, no princípio e gradualmente passe para uma vez”.

Troca de meia com frequência. O enfoque lógico á sudorese excessiva e odorífera dos pés, é trocar de meias mais o frequentemente possível, até três ou quatro vezes ao dia. E usar meias de fibra natural com algodão, por serem mais absorvente que as de material sintético.

Usar dois pares de meias. Você pode também ser capaz de produz a perspiração usando dois pares de meia por dia. Á primeira vista isso pode aparecer uma contradição, mas os espaços aéreos entre as camadas de material na realidade provocam o resfriamento. As meias de algodão junto á pele e as de lã por fora. Evitar as sintéticas porque aumentam a transpiração.

Tipo de calçado. “Os sapatos fechados agravam os pés suados e criam um ambiente perfeito para p crescimento de bactérias causando mais odor e sudorese. Dê preferência a sandálias e sapatos abertos, quando apropriado, e evite os sapatos de plásticos e borracha, que não permitem que os pés respirem facilmente. Nunca use o mesmo sapatos dois dias seguidos. Leva 24 horas para que seque complemente.

Dormi de meia. O tratamento noturno para secar completamente os pés: lave-os bem, esfregando-os com álcool para secá-lo e resfriá-lo. Aplique talco desodorizante como o importante o Mitchum, no dorso de cada pé. Envolva-os em plástico (para induzir a sudorese de maneira que o desodorante penetre melhor), coloque uma meia e durma assim. Pela manhã, remova o pó em excesso. Repita o processo todas as noites durantes uma semana, e uma ou duas vezes por semana conforme necessário.

Tratamento pela imersão. Diversos agentes ajudam a secar os pés, o que também permite o controle o odor.

Chá. O tanino, encontrado nos saquinho de chá comuns, é agente secativo. Ferve três ou quatro sacos de chá em 1 litro de água fria o suficiente para torna a temperatura suportável, instrui o especialistas.

Mergulhe os pés durante 20 a 30 minutos, seque-os e aplique  talco. É recomenda duas vezes ao dia, até que se tenha controle do problema. Repetir duas vezes por semana, daí em diante para evitar a volta do mau cheiro.

Sal Kosher. Para pés que transpiram demais, a recomendação é lavagem com solução de 1 xícara de sal Kosher (mais grosseiro que sal de mesa comum) 1 litro d´água.

Acetado de alumínio. Mergulho os pés em solução de acetado de alumínio e água fria uma ou duas vezes ao dia pelas suas propriedade secativas. Para prepará-la, dissolva 2 colheres (de chá) de solução de Burow em meio litro de água deixe os pés em contato com a solução durante 10 a 20 minutos de cada vez.

Bicarbonato de sódio. Torna a superfície do pé mais ácida reduzindo o odor. Dissolva uma colher (de sopa) de bicarbonato de sódio em 1 litro de água. Mergulhe os pés duas vezes por semana cerca de 15 minutos de cada vez.

Vinagre. Outro banho para os pés é uma solução com 1 xícara de vinagre em 1 litro d´água. Mergulhar os pés durante 15 minutos por duas vezes por semana.

Água quente e fria. Os banhos quentes e frios alternados, podem dar resultado. Causa a vasoconstrição dos pés, reduzindo a transpiração. Em seguida prepare um terceiro banho com cubos de gelo e suco de limão. Por fim, esfregue os pés com álcool para resfriá-lo e secá-lo. Em época de calor, quando a transpiração é mais intensa, convém fazer isso diariamente. Advertência: diabéticos ou quem tem comprometimento da circulação nas extremidades não devem usar esse tratamento.

A salva. Os europeus ás vezes polvilham fragmentos de folhas secas de salva nos sapatos, para controla o odor. Talvez convenha experimentar.

Palmilhas. Há algumas palmilhas, como importada Odor-Eaters, da Johnson, que contêm carvão ativado, que absorve a umidade e ajuda a controla o odor. Tem ajudado bastante alguns pacientes.

Fica frio. As glândulas sudoríparas dos pés, semelhantes das axilas e palma das mãos respondem ás emoções. O estresse, bom ou mau, pode desencadear a sudorese excessiva. E esta pode aumentar a atividade bacteriana nos sapatos, causando o mau cheiro. Portanto, procure ficar calmo.

Atenção ao alimento. Por mais bizarro que possa parecer, quando se come alimentos, condimentados ou picantes (cebolas, pimenta, alho, cebolinha-verde) a essência desses odores pode ser excretada pelas glândulas sudoríparas dos pés. Assim os pés podem acabar com o cheiro da sua última refeição.

A importância da atividade dos pés

Creia ou não diz especialistas ás vezes os pés transpiram em razão da simples atividade a que estão submetidos. Uma falha estrutural (pé chato, por exemplo) ou próprio trabalho podem ser o motivo. Ambos aumentam a atividade da musculares podálica. E quanto mais trabalham, mais você transpiram não necessariamente cheirem mal, a umidade é um convite ás bactérias que geram o odor.odores

“Basta corrigir o problema, por exemplo, com palmilha ortopédica, para reduzir o suor produzido. Se os músculos não tiverem de trabalhar muito, não terão de transpirar para reduzir a temperatura.

 

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.