Dicas de Saúde

Alimentos Saudáveis e Ruins para Dieta

Confira alguns dos alimentos anti e pró-inflamatório para fazer escolhas mais saudáveis.

Mocinhos

Mamão. Muito conhecido por favorece o bom funcionamento do intestino, ele também atua na redução da inflamação. “Isso porque contém papaína além das vitaminas C e E”.paypa

Abacate. A fruta que é utilizada em pratos doces e salgados, abriga diversos compostos que combatem a inflamação. “Gordura insaturadas, como ácido graxos, ômega 3, carotenoides e fitosteróis”. Além disso, é rica em fibras e, por isso, ajuda no controle dos níveis de colesterol no sangue.

Inflamação. Muitas pessoas provavelmente já se depararam com a expressão “alimentos inflamatórios e anti-inflamatórios”, mas o que é uma inflamação? “trata-se de uma resposta saudável do corpo a uma lesão ou infecção. É uma forma de defesa na qual células são enviadas para as áreas atingidas. Isto ocorre quando cortamos o dedo por exemplo, e ele apresentam vermelhidão ou fica inchado”. Os profissionais explica que o problema surge quando essa inflamação se prolonga, tornando -se crônica.Garlic

Mirtilo. Assim com outras frutas vermelhadas, é lembrado por agir em prol da saúde cardíaca. “As propriedades anti-inflamatórias aparecem num composto chamado antocianina.

Azeite de olivia extravirgem. Pode ser consumido in natura, ou seja, colocado na comida após estar pronta. É um importante aliada da saúde do coração e possui propriedades anti-inflamatórias devido á presença de ômega 3

Alho. “A alicina age como um potente antioxidante, protegendo contra doenças inflamatórias e cardiovasculares”. Esse componente também atua no fortalecimento do sistema imunológico e auxilia no combate aos vírus e bactérias.

Vilões.

Margarina. O perigo está no fato de que o alimento abriga gorduras trans e saturadas. “Elas (esses tipos de gorduras) provocam inflamação ao danificar

Pães Brancos. “Esse e outros produtos feitos com farinha refinada aumentam a inflamação”. Muito comum no dia a dia dos brasileiros, não é necessários eliminá-lo do cardápio, mas consumi-lo com moderação.

Bolachas. Muitos tipos são ricos em açúcar e gorduras trans e saturadas. E a atenção deve ocorrer também quanto aos produtos que prometem ser mais saudáveis. Olhar o rótulo é regra na ida ao supermercado!

Bebidas alcoólicas. Por serem consideradas inflamatórios, devem ser consumidas em quantidades moderadas. A ingestão excessivas de álcool em longo prazo também pode colaborar para o surgimento de doenças, como a cirrose hepática (dano crônico no figado) paes

Refrigerantes. Apresentam elevada quantidade de açúcar. “O consumo em excesso aumenta a resposta inflamatória corporal.

E o reumatismo. Como cada doença reumática tem suas características especificas, o acompanhamento nutricional também varia e deve ser individual. “Dessa forma teremos que equilibrar a ingestão de nutrientes, levando em consideração as peculiaridades de cada patologia. De rotina já sabemos que os alimentos in natura e menos processados podem ser aliados anti-inflamatórias desde que bem distribuídos no dia a dia. Não podemos esquecer a ingestão adequada de água também é essencial para esse equilíbrio.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.