Scroll Top

Doenças e Tratamentos

Blenorragia – o que é, Causas e Tratamentos Naturais

Blenorragia, ou gonorreia, é uma doença venérea contagiosa, provocada por uma bactéria, o gonococo, ou Neisséria gonorrhoeae. Consiste na inflamação das membranas mucosas, especialmente da uretra e da vagina.Sex

Causas:

É quase sempre transmitida pelo contato sexual.

Sugestões naturais:

Alface — Indica-se “o suco de talo da alface contra insônia, as palpitações do coração, a espermatorreia, a blenorragia. Tomar o suco de talo da alface antes de deitar. Bater no liquidificador com um pouco de água e coar. Dose: meio copo pequeno.

Salsa — “O chá da raiz da salsa é muito útil no tratamento da cistite, da micção dolorosa, das membranas mucosas irritadas e da blenorragia. Dose: de 30 a 60 gramas para um litro de água, 3 xícaras ao dia”.

Frutas:

Limão — Fazer uma cura de limão. Começa-se com um limão; um no primeiro dia, 2 no segundo dia, 3 no terceiro dia, e assim por diante, até 10, depois, vai-se diminuindo a dose pela mesma escala até um. Assim, em 20 dias, faz-se o que se chama “uma cura de limão”. Diluí-los em água. Não tomar se houver úlcera ou gastrite. Dividi-los em várias porções ao longo do dia.

Melancia e melão — Substituir uma refeição diária por melancia, exclusivamente, de preferencia o desjejum, durante 2 semanas; na terceira e na quarta semanas, melão.

Romã — Tomar o chá das flores secas, uma xícara ao diablenorragia

Plantas:

Chá de língua-de-vaca. Parte usada: toda a planta. Dose: 3 colheres, das de sopa, da planta picada para um litro de água, de 3 a 4 xícaras ao dia.

Chá de barbatimão — Parte usada: casca. Dose: 2 colheres, das de sopa, da casca picada para um litro de água, 2 xícaras ao dia. Indica-se tradicionalmente irrigações locais com cozimento forte das cascas de barbatimão e jequitibá, juntas.

Outra opção:

Banho genital:

Sentar-se num banquinho, dentro de uma banheira, como indicado, aplicar água fria sobre o órgão genital extremo, massageado-o levemente. Os pés devem ser mantidos num balde grande, com água quente a aproximadamente 38 graus cobrindo a panturrilha. Diabéticos e pacientes com úlceras, problemas de circulação ou de sensibilidade nos membros inferiores não devem pôr os pés em água muito quente, mas usa-la morna. Em dias muito quentes, apenas agasalhar os pés. A duração deste banho é, em média, de 10 minutos. Pessoas mais debilitadas devem demorar menos, 5 minutos. Em dias de frios, deve-se quebrar o gelo da água, e o ambiente deve estar a uma temperatura agradável. fazer longe das refeições.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.