Cromo – O que é, Fontes, Benefícios e Deficiência é o que você verá a partir de agora, pois o  Cromo, também conhecido como crômio e cromos, é um nutriente essencial para o nosso organismo. Sendo assim, uma ótima maneira de obter vários benefícios e evitar inúmeros problemas, é consumi-lo de forma adequada. E para isso trouxemos várias informações importantes sobre esse mineral.

O Cromo é um mineral essencial para a funcionalidade do corpo humano; um exemplo em que ele é fundamental é na digestão. Esse mineral não é produzido pelo corpo, por isso é necessário manter uma dieta equilibrada com a ingestão correta do mesmo.cromo

Além disso, ele tem inúmeros benefícios para a saúde . Para começar, o Cromo pode auxiliar na redução da gordura corporal, principalmente no abdômen. Isso acontece pois ele ajuda a diminuir a vontade exagerada por doces e ainda controla o apetite.

Porém, a falta de Cromo pode levar a alguns problemas. O principal deles é a perda de eficiência de insulina, quando a pessoa passa a absorver açúcar mais rápido, levando à diminuição de saciedade e consequentemente ao aumento de peso, podendo gerar outras doenças.

O que é o Cromo ou Cromos

O Cromo, um tipo de elemento químico que é realmente um metal duro e quebradiço, é um mineral traço necessário para o corpo em pequenas quantidades para um funcionamento saudável.

Onde ele é mais bem pesquisado em relação à promoção da saúde? Controle de açúcar no sangue e diabetes, saúde cardíaca, controle de peso e saúde cerebral são conhecidos benefícios do Cromo.

O Cromo desempenha um papel nas vias de sinalização de insulina que permitem aos nossos corpos controlar a quantidade de açúcar que absorvemos, ajudando a equilibrar os níveis de glicemia e a fornecer energia estável.

A pesquisa também mostra que ele pode ajudar a proteger os cromossomos de DNA contra danos, o que significa que o Cromo pode interromper mutações celulares que podem levar a várias doenças crônicas.

Além disso, esse nutriente está associado à longevidade e à melhoria da saúde cardiovascular devido ao seu papel na metabolização de gorduras, além de proteínas, carboidratos e outros nutrientes.

Alimentos Ricos em Cromo

Este nutriente pode ser encontrado na alimentação principalmente em carnes, peixes, ovos, feijão, soja e milho. Além disso, os alimentos integrais como açúcar mascavo, arroz, macarrão e farinha de trigo integrais são importantes fontes de Cromo, pois o processo de refinação remove a maior parte desse nutriente dos alimentos.

fontes de cromo

O ideal é que esses alimentos fontes de Cromo sejam consumidos juntamente com uma fonte de vitamina C, como laranja, abacaxi e acerola, pois a vitamina C aumenta a sua absorção no intestino. Além da alimentação, o esse nutriente também pode ser consumido na forma de suplementos em cápsulas, como o picolinato de Cromo.

A recomendação é tomar de 100 a 200 mcg por dia juntamente com o almoço ou o jantar, de preferência de acordo a orientação do médico ou do nutricionista, pois o excesso desse mineral pode causar sintomas como náuseas, vômitos e dores de cabeça. Sendo assim, confira a seguir as principais razões para adicionar mais esse nutriente a sua dieta:

Benefícios do Cromo

Benefício do Cromo Para a Pele:

Alterações rápidas nos níveis de açúcar no sangue estão associadas com a acne e outras reações cutâneas, pelo que ele ajuda a equilibrar os níveis de açúcar no sangue e está relacionado com melhorias na saúde da pele.

Alimentos ricos em Cromo (como brócolis) também geralmente contêm outros fitocronentes e antioxidantes que podem melhorar a aparência da pele e ajudar a combater a acne ou sinais comuns de envelhecimento.

Aumenta a Energia e Disposição:

Ao auxiliar a entrada de nutrientes nas células, ele aumenta a disposição física, gerando melhoras nas práticas esportivas e aumento de massa muscular, sendo muito usado por atletas e praticantes de musculação.

Limpa as Artérias:

O Cromo Aumenta os níveis sanguíneos de HDL (bom colesterol) e ajuda a retirar as placas de gordura acumuladas nas paredes das Artérias.

Benefícios do Cromo Para o Cérebro:

Estudos recentes destacam o papel da resposta saudável à insulina na manutenção da saúde cerebral e da função cognitiva na velhice.

Como o Cromo é capaz de melhorar os níveis de glicose e a resposta da insulina, ele pode atuar como um modulador benéfico da função cerebral e está associado a uma redução das alterações relacionadas com a idade do cérebro.

Especificamente, ele está ligado a funções hipotalâmicas mais saudáveis. O hipotálamo é extremamente importante, uma parte central do sistema nervoso autônomo que ajuda a controlar a temperatura corporal, a sede, a fome, o sono e a atividade emocional.

A pesquisa sugere que o Cromo pode ajudar a manter o hipotálamo em um estado mais jovem, regular o apetite em adultos idosos e prevenir efeitos negativos nos neurônios cerebrais causados ​​pelo envelhecimento.

Muitas outras partes do cérebro também podem se beneficiar de maiores níveis de Cromo, incluindo a glândula pineal e o timo, que também são impactados pelo controle da insulina.

Ajuda a Prevenir o Diabetes:

Por facilitar a absorção da glicose presente na corrente sanguínea, o Cromo evita que o pâncreas fique sobrecarregado em produzir insulina. Com uma menor taxa e açúcar no sangue, o risco de diabetes é menor.

Ajuda a Emagrecer:

Por auxiliar a entrada da glicose nas células, evita que ela seja acumulada na forma de gordura.Também auxilia na queima da gordura em si e diminui a vontade de comer doces.

Benefícios do Cromo Para a Saúde Ocular:

Como o Cromo é útil quando se trata de proteger sua visão? Ele pode ajudar a proteger de distúrbios oculares relacionados à idade, como o glaucoma.

O glaucoma está relacionado à diabetes e é causado por um acúmulo de líquido no olho, aumentando a pressão nociva do narcótico, retina e lente do olho, o que pode eventualmente levar à cegueira.

Ele pode reduzir o risco de diabetes e distúrbios oculares relacionados devido ao seu papel benéfico no controle da glicemia.

Suplementação

Apesar de ainda ser um tanto controversa, a suplementação de Cromo é considerada por muitos cientistas e médicos respeitáveis uma ferramenta importante na guerra contra o diabetes e obesidade.

Ao promover o metabolismo da glicose normal, a suplementação desse mineral pode permitir que os diabéticos reduzam sua dependência de, ou evitem completamente, medicamentos para controlar a hiperglicemia.

Este efeito de normalização da glucose foi demonstrado em espécies tais como ratos, gatos, porcos e ovelhas, bem como em seres humanos.

Infelizmente, alguns médicos não estão convencidos que a suplementação de Cromo é realmente útil, colocando o ele e sua importância à saúde em cheque.

Sua reticência é provavelmente devido à existência de alguns pequenos estudos que utilizaram doses desse mineral que eram muito pequenos para fornecer um efeito, ou estudos que sofriam de defeitos simples no design.

Embora multi-vitaminas modernas contenham frequentemente valores menores de traços desse nutriente, provas sugerem que muitos de nós são, no entanto, deficientes neste elemento crucial.

Sinais de Deficiência de Cromo

A falta de Cromo resulta em problemas no metabolismo do açúcar, proteínas e colesterol no sangue produzindo alguns desses sinais:

  • Intolerância a glicose;
  • Fadiga;
  • Colesterol anormal;
  • Agravamento de ateroscleroses;
  • Diminuição do crescimento em jovens;
  • Perda de peso;
  • Cicatrização lenta.

Seus sinais e sintomas podem ser confundidos com os da diabetes mellitus, pois também envolvem falta de insulina.

Deficiência de Cromo

A carência de Cromo é um déficit na qual não há reservas suficientes desse mineral trivalente no corpo necessárias para um bom metabolismo de lipídios e metabolismo de proteínas.

Ele é necessário em quantidades ínfimas, são suficientes por dia consumo de 30–35µg para um homem adulto e 20-25µg para mulher adulta.beneficios do cromo

Assim como outras deficiências minerais, pode ser causada por problema na absorção ou excreção excessiva. Esse mineral é absorvido no jejuno (primeira porção do intestino delgado que segue ao duodeno), sendo que menos de 3% do Cromo trivalente (biologicamente ativo) ingerido é absorvido.

Sua absorção é influenciada pela presença de agentes quelantes. Em particular, ela é diminuída na presença de fitatos. Existem também interações com o zinco e o ferro. A absorção de ferro diminui a absorção do Cromo.

Parece existir um mecanismo comum de transporte. Após a absorção, o Cromo o é transportado pela mesma proteínas que transporta o ferro: a transferrina.

Recomendados Para Você:

Escrito por

Douglas Medrado

Olá, eu sou o Dr. Douglas Medrado. Sou médico, fisioterapeuta, celíaco e estudioso em alimentação saudável sem glúten. Dedico parte da minha vida em produzir conteúdo para ajudar as pessoas que sofrem com obesidade, diabetes e outras tantas doenças.