boldo chá de boldo chás dicas Dicas de Saúde

Os 11 Benefícios do Chá de Boldo para Digestão

Peumus boldus Molina é o nome científico de uma das plantas mais requisitadas pela medicina caseira, o boldo. Ele é um ótimo remédio para curar problemas eventuais de digestão, suores frios e problemas de fígado. A infusão pode ser preparada com uso das folhas cultivadas ou a partir de sachês do chá vendidos em supermercados. O boldo é uma planta originária do Chile que possui um aroma intenso e parecido ao da hortelã. Ela possui propriedades que são benéficas para tratar de problemas digestivos, agindo de forma direta e relativamente rápida sobre o estômago, ajudando no processo da digestão dos alimentos. O boldo possui lactona, uma substância de gosto amargo e muito eficaz na digestão de gorduras. Além dessa aplicação, o boldo pode ser usado associado a dietas de emagrecimento, em casos de reeducação alimentar, pois tem forte ação diurética. No caso de dietas, é sempre bom ter acompanhamento de um nutricionista que possa equilibrar o regime em prol de manter o organismo saudável. Durante o tratamento, pode-se utilizar o chá diariamente, mas apenas uma vez ao dia, pois seu uso em excesso pode causar irritações no estômago. A ingestão do chá é indicada preferencialmente sem açúcar para quem quer seguir dietas, pois assim a infusão não terá nenhum valor calórico.

Propriedades do boldo: As principais propriedades medicinais e curativas atribuídas ao chá de boldo estão relacionadas ao seu efeito digestivo e protetor do fígado. Sendo assim, é particularmente adequado para o tratamento de todos os tipos de distúrbios digestivos como a dispepsia, flatulência e vesícula biliar, uma vez que estimula da produção bílis.cha-de-boldo

Benefícios oferecidos pelo Boldo

Os Benefícios do Chá de Boldo Para o Fígado: Uma das grandes vantagens do chá de boldo é o seu efeito positivo sobre a saúde do fígado. O chá de boldo energiza o lançamento da bile digestiva pelo fígado, que serve muitas funções essenciais como a facilitação da remoção de resíduos e toxinas através do fígado antes que eles sejam capazes de acumular e causar danos. Já foi comprovado que o chá de boldo protege as células do fígado de danos provocadas por toxinas acumuladas, além de parar danos dos radicais livres, graças à sua capacidade antioxidante. Com as suas capacidades anti-inflamatórias, o chá boldo pode também diminuir a inflamação dentro do fígado para facilitar uma melhor função hepática e melhorar a capacidade de cura do fígado.

Os Benefícios do Chá de Boldo Para digestão: O uso do chá de boldo é realmente como um suplemento para a digestão dos alimentos. Ativando a produção da bile pelo fígado, o chá de boldo pode melhorar a repartição de alimentos para nutrientes. Ele tem qualidades antiespasmódica que ajudarão a acalmar cólicas intestinais, e, além disso, funciona como um laxante herbal moderado para diminuir a constipação. Tem sido reconhecido por diminuir os sentimentos de dor de estômago e também pode ser utilizado para aumentar o apetite.

Os Benefícios do Chá de Boldo Para biliares: Devido à sua capacidade de aumentar a produção da bílis no fígado, o chá boldo é capaz de reduzir os cálculos biliares através da vesícula biliar antes que elas sejam capazes de causar problemas. Aumentando a quantidade de bile, o chá boldo ajuda a vesícula biliar de ser esvaziada mais vezes, eliminando cálculos biliares pouco antes de seu tamanho ficar problemático.

Os Benefícios do Chá de Boldo Para o Sistema Imunológico: O chá de boldo fortalecer o sistema imunológico de diversas maneiras. Uma pesquisa mostrou que ele possuir um número de agentes antibacterianos e antimicrobianas naturais que podem ajudar os mecanismos de defesa a reduzir os agentes infecciosos dentro de seu corpo. Como um agente anti-inflamatório, o chá boldo pode ajudar a aliviar a inflamação excessiva, fazendo com que os mecanismos de defesa sejam mais capazes de proteger o corpo sem ser impedido pela inflamação. Além disso, ele consiste em antioxidantes, que irão manter os radicais livres longe de causar danos às células que, caso contrário, irá torná-los mais suscetíveis à infecção. Vários relatórios demonstraram também que chá de boldo pode mesmo reduzir as chances de parasitas.

Chá de boldo pode na gravidez ? São poucas as relações entre chá de boldo e gravidez, alguns estudos específicos relacionando o uso de boldo à gestação são poucos. É complicado definir que dose certa do chá possivelmente pode fazer mal a um feto que esteja se desenvolvendo. A partir disso, é necessário bastante cuidado quando pensar em ingerir essa infusão

Auxilia na digestão. Boldina, alcaloide encontrado em boldo, é popular por oferecer propriedades para estímulo do fluxo da bile pelo fígado. Bile possui função essencial em digerir e absorver gorduras. Por motivo que ácidos biliares presentes na mesma auxiliam a diminuir partículas da gordura em alimentos em várias partículas pequenas, cujas superfícies têm ataque por lipases. E a bile ainda tem serventia como forma de excreção de muitos produtos do sangue.

 Benéfico em situações de ressaca. O boldo apresenta boldina que se caracteriza hepatoprotetora, com desintoxicação e auxílio para estimular fluxo da bile. Assim, protege células do fígado que se encontram sobrecarregadas depois do excesso do consumo alcoólico.

 Aliado ao fígado. O boldo é interessante à saúde do fígado por causa da própria capacidade de estímulo para produzir bile e ser hepatoprotetor.

Diminui gases. O boldo auxilia a diminuir gases já que facilita processo da digestão, reduzindo número de resíduos alimentares não digeridos ao intestino, que teriam fermentação por bactérias.

Reduz prisão de ventre. O boldo é utilizado de laxante suave. No entanto, deve ser ingerido moderadamente, já que em quantidades enormes e fases longas, pode gerar irritação gástrica.

Ação diurética. As substâncias tóxicas com absorção por organismo alcançam o fígado por via linfática. Pelo fígado, têm metabolização e neutralização, sendo depois dispensadas. Os estudos vêm demonstrando que boldo pode auxiliar a contribuir com remoção dos resíduos e toxinas do fígado, anteriormente que os mesmos sejam acumulados, com proteção assim de células do fígado.

Tipos do BoldoMuitas pessoas pensam de modo errado que possuem pelo quintal o boldo-do-chile, Peumus boldus, no entanto, tal planta é muito rara no país. O que ocorre é que no Brasil mais plantas também têm denominação de boldo, em especial boldo-da-terra, Coleus barbatus ou Plectranthus barbatus, e boldo-baiano, Vernonia condensata. E ainda há boldo-português ou boldo-miúdo, e boldo chinês, de raridade no país. O boldo-do-chile se resume o mais popular, porém o boldo-baiano se caracteriza o de maior segurança. Na seqüência os tipos de boldo e suas características.

  • Boldo-do-chile, Peumus boldus. Planta de origem no Chile, determinada árvore, já que em condição adulta alcança de 12 a 15 metros em altura. E possui propriedades diuréticas, hepáticas e estomacais. Em relação aos efeitos colaterais, pode ser abortivo e gerar hemorróidas internas. E deve ter utilização com cuidado. Se utilizado por períodos enormes, pode gerar irritação gástrica. No país, há possibilidade de achar boldo-do-chile, item importado, pelas farmácias.
  •  Boldo-da-terra, Coleus barbatus ou Plectranthus barbatus. Trata-se de arbusto com origem na África, alcança de 1 a 2 metros em altura, possui folhas aveludadas e tem produção de flores em azul. E possui indicação de analgésico, combate contra azias e estimulante de digestão. Em relação aos efeitos colaterais, ao ser utilizado por períodos enormes, pode gerar irritação gástrica.
  • Boldo-baiano, Vernonia condensata. Arbusto também com origem na África, alcança de 2 a 5 metros em altura. E possui efeito carminativo, com alívio de sintomas da gastrite e úlcera. Sobre efeitos colaterais, ainda não tiveram verificação.

Nutrientes característicos do Boldo: O boldo possui lactona, substância de sabor amargo e bastante efetiva em digerir gorduras. As folhas do boldo apresentam vários fitoquímicos, a incluir cânfora, limoneno, boldina, cumarina que é uma lactona, e beta-pineno. Fitoquímicos se caracterizam compostos antioxidantes potentes presentes de modo natural nas plantas, que auxiliam para prevenção e tratamento das enfermidades nos humanos. E as folhas do boldo possuem efeito diurético, antibióticos, antiinflamatório, laxante, porém o mecanismo de ação de modo exato do boldo não é conhecido. O boldo também possui substância chamada de ascaridol que se caracteriza vermífugo natural. Porém, se resume substância tóxica na situação de ingerido no tempo prolongado.

Receita do seu chá
Ingredientes:

  • Uma colher de sobremesa de folhas de boldo picadas ou uma unidade de sachê (de supermercado)
  • Uma xícara de chá de água fervente

Modo de fazer: Depois de fervida a água e despejada na xícara, adicionar o sachê pronto ou as folhas picadas e abafe; Deixar tampado por alguns minutos (em torno de 10 minutos); Após isso coar, em caso de uso das folhas picadas; Beber quando estiver numa temperatura adequada.boldo-cha

Contra-indicações do chá de boldo Esta planta não pode ser usada por mulheres grávidas, pois provoca contrações uterinas que podem levar ao aborto. Quem sofre com problemas renais também deve evitá-la, assim como pessoas com enfermidades do fígado (o boldo serve apenas para prevenção de doenças no fígado e melhora do seu funcionamento) ou que estão tomando anticoagulantes. O boldo não deve ser usado por longos períodos de tempo porque tem efeitos secundários perigosos que podem levar à insuficiência renal, convulsões, danos intestinais e até mesmo a morte.

Combinações de ervas que emagrecem: A combinação de ervas termogênicas, desintoxicantes e diuréticas em exclusivo chá auxilia a perder até 6 kg em 30 dias. Consumir chá todos os dias é o segredo para metabolismo acelerado e perda das gorduras não desejadas. Porém, para tal, é necessário dominar a combinação das ervas adequadas. A dica é consumir de 3 a 4 xícaras da infusão feita usando ervas termogênicas, que vão acelerar metabolismo, contribuindo com queima da gordura. E ervas desintoxicantes, para eliminar toxinas, tornando o organismo com menos resistência para perder peso, e ervas diuréticas, para evitar reter líquido, favorecendo para barriga lisa. Para quem desejar adicionar mais de 3 ervas em uma xícara, é necessária cautela, pois esta se resume medida segura. A utilização de várias plantas induz com que entrem em competição, reduzindo efeito uma da outra. E o foco é exatamente o oposto, possibilitar que as mesmas trabalhem de modo sinérgico, com efeito de perda de peso do chá aumentado. Mais um método relevante, buscar sempre por ervas nas lojas especializadas, que façam garantia do manuseio e armazenamento adequados de plantas. Outra observação para resultado da dieta, manter a mesma mistura de ervas durante 3 dias. As plantas necessitam deste período para que consigam agir de modo eficiente no corpo e assim acelerar a perda de peso. E posteriormente, mudar a combinação para gerar novo estímulo e para qualquer risco da toxicidade seja evitado. Assim, dispor água para fervura e dispensar o excesso pela cintura.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.