Scroll Top

Legumes e Vegetais

OS 14 BENEFICIO DO FEIJÃO PARA SAÚDE

Parece comprovado que os feijões eram conhecido e consumido no velho continente desde a antiguidade.

Assim, um famoso médico hispano-árabe que morou em servilha entre o séculos 12 e 13, conhecido como” Aburacarias Ih aia “, descreve até 12 variedades diferentes de feijões em seu livro, livro da agricultura,”são proveitosas para o estômago e de gosto delicado”, dizia desse alimento o famoso médico Andaluz.

Esses feijões americanos foram introduzidos na Espanha, onde tiveram muito êxito, por serem de excelente qualidade. Diferentemente do que ocorre com outros produtos alimentares americanos como a batata e o tomate. A maior parte dos feijões que se cultiva atualmente no mundo procede das variedades americanas.

Propriedades e indicações: Ninguém que tenha comido um prato de feijão poderá dizer que ficou com fome. Mas, além da sensação de saciedade que produz, o feijão é alimento realmente nutritivo. As proteínas são o nutriente mais notável característica nutritiva do feijão.

Conteúdo proteico: A porcentagem de proteínas do feijão oscila, segundo as variedades, entre 21% e 24%, o que iguala, ou até as torna superior aos alimentos de origem animal, como o atum fresco, a carne bovina ou carne de frango, que varia entre 18% a 21% de seu peso. bean

Valor biológico: O valor biológico de uma proteína é o índice que mede a idoneidade de sua composição em aminoácidos. Quanto mais a proporção de aminoácidos de uma proteína se aproxima da proporção ideal para o ser humano, tanto maior sera seu valor biológico. A base estabelecida para proteína ideal é 100 e a do feijão tem uma quantidade de 85%.

A digestibilidade: Da proteína do feijão é de 83%, bastante inferior à do ovo, que é de 99%, à do leite. Isso quer dizer que nosso organismo aproveita menos a proteína do feijão do que a dos alimentos de origem animal. Há comprovações que o feijão preto contém as proteínas mais digeríveis, seguidas pelas dos feijões vermelho e brancos.

Fibra vegetal: Como todos os legumes, o feijão é rico em fibra vegetal 100 g de feijão proporcionam 15,2 g de fibra, mais da metade da quantidade diária recomendada para um adulto. A fibra do feijão contribui para evitar a prisão de ventre e para reduzir o nível de colesterol no sangue.

Folatos: Uma porção de feijão (um prato) cozido aporta aproximadamente a quantidade diária recomendada  de folatos para um adulto. Na gravidez, as necessidades de folatos aumentam até 400 g. As pessoas que apresentam um risco elevado de doenças coronárias também devem aumentar sua ingestão de folatos. Em ambos os casos, o feijão constitui uma excelente fonte deles.

Ferro: 100 g de feijão proporciona mais de 10 mg de ferro, para um homem adulto. Isso faz do feijão uma das melhores fontes de ferro. Por se tratar de ferro não hem, precisa de vitamina C para ser melhor absolvido. Por isso, e conveniente comer feijão com umas gotas de limão.

Niacina e ácido pantotênico: Dois fatores vitamínicos muito importante para o bom estado da pele. O feijão é pobre em provitamina C e em gorduras; e carece de vitamina B 12, como a maior parte dos alimentos de origem vegetal. O feijão seco é, portanto, um alimento nutritivo e energético, e completo quanto o proteína combinado co cereais e outras fontes de proteínas.

Doenças da pele: O feijão exerce uma ação protetora sobre a pele e as mucosas por constituir boa fonte de fatores vitamínicos importante para o bom estado dos tegumentos, como são a niacina e o ácido pantotênico.

A niacina: Também chamada fator PP ou vitamina B 3 intervém ativamente facilitando muitas reações químicas nas células que podem existir deficiência leves que se manifesta por diversas alterações cutâneas, como pele enrugada ou escamosa.

Colesterol: O consumo habitual de feijão é um bom método para conservar o nível de colesterol baixo. Em experimento, realizado nos estados unidos se comprovou que consumindo 120 g diária de feijão cozido, durante três semanas, produz-se queda de 10% nos valores do colesterol e triglicerídeos.feijao lo

Prisão de ventre: Por seu elevado percentual de fibra celulósica, o feijão é muito útil na luta contra prisão de ventre e na prevenção de divertículos e de câncer de cólon e reto.

Hipertensão arterial: O feijão é alimento ideal para os hipertensos, devido a escassez em sódio e abundancia em potássio.

Anemias e convalescênças: Esses legumes contêm ferro em quantidade superior à da carne e a dos espinafres,isso unindo a suas propriedades nutritivas, torna o feijão altamente recomendável na dieta dos anêmicos e desnutrido.

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.