Muitas vezes a planta que cresce no jardim pode ter benefícios naturais para ajudar no tratamento e cura de algumas doenças. Porém, sem conhecê-la a fundo e ter avaliação médica, você não vai poder usufruir delas. Esses são os principais cuidados que devem ser tomados para que sua saúde esteja sempre em alta. Pertencente a família das Zingiberaceae a planta cana de macaco se encaixa nos pontos citados acima. Dependendo da região onde é encontrada, ela também pode ser conhecida por Canarana, cana-do-brejo, cana-do-mato, cana-roxa, jacuacanga, paco-caatinga, periná, ubacaiá e flor-da-paixão. Geralmente esse tipo de planta se desenvolve em solos úmidos e ricos em matéria orgânica, sobretudo na área de cemitérios, em sulcos contínuos ou em canteiros. A planta é nativa do Brasil e pode ser encontrada também na região de brejo, devido ao clima.cana-macaco

Propriedades medicinais: A cana de macaco é formada por ácido oxálico, ácidos orgânicos, matérias aromáticas, magnésio, mucilagens, pectina, óleo essencial, resinas, sapogeninas, saponinas, sitosterol, substâncias albuminoides e taninos. Por isso, pode ser usada no combate a muitas doenças. Entre as doenças que podem ser tratadas pela cana de macaco estão: amenorreia, arteriosclerose, bexiga, blenorragia, cálculo renal, cancro, catarro da cistite, contração, corrimentos gonocócicos, distúrbio menstrual e doenças venéreas. Além do mais, ela também é indicada em casos de dores nas costas, dor reumática, dores e dificuldade de urinar, gonorreia, hérnia, hidropsia, inchaço, inflamações da uretra, leucorreia, mucosidade da bexiga, nefrite, rins, tornozelo inchado, uretrite, úlcera e doenças nas vias urinárias.

Na medicina popular, a cana-de-macaco é indicada como:

  • Anti-inflamatória dos rins e da bexiga
  • Anti-diabética
  • Anti-reumática
  • Calmante das excitações nervosas e do coração
  • Depurativa
  • Aperitiva
  • Diurética
  • Tônica
  • Resolve alguns casos de tumores
  • Etc.

A cana-de-macaco é indicada popularmente para diversas doenças e condições, tais como: Amenorreia, arteriosclerose, problemas na bexiga, blenorragia, calculo renal, cancro, cistite, corrimentos gonocócicos, distúrbio menstrual, dor nas costas, dor reumática, dores e dificuldade para urinar, gonorreia, hérnia, hidropisia, inchaço, inflamações, insuficiência cardíaca, leucorreia, nefrite, reumatismo, rins, sífilis, uretrite e ulceras.

Para que a cana-de-macaco serve? São várias as condições que são beneficiadas com o uso dessa planta. Quem sofre de amenorreia, arteriosclerose, blenorragia, cálculo nos rins, cancro, cistite, corrimento, contrações (use a cataplasma), dificuldade para urinar, distúrbios menstruais, doenças venéreas (beba o sumo), dores nas costas, dor reumática, dor nefrítica (trate com a infusão), gonorreia, hérnia (trate com cataplasma), hidropisia, inchaço (trate com a cataplasma), inflamação, insuficiência cardíaca, leucorreia (trate com a decocção), problemas na bexiga, problemas nos rins, reumatismo, sífilis, uretrite e úlcera. Há também algumas possibilidades de ajudar nos tratamentos de certos tumores

Os usos da cana-de-macaco: Esta planta pode ser usada de várias maneiras. O cuidado que se deve ter é para evitar a preparação de um chá muito concentrado, já que não há medidas específicas para esta preparação.

As partes aéreas devem ser usadas em infusão: coloque água fervente sobre cerca de duas colheres (sopa) das folhas e mantenha em recipiente fechado por cerca de dez minutos. Consuma em seguida. Este chá é indicado como diurético e para inflamações e dores.

O suco das hastes – 5 gotas diluídas em 1 colher (chá) com água de 2 em 2 horas -, é usado contra doenças venéreas, é tônico, induz à transpiração, provoca a menstruação e é depurativo. Cataplasmas ou compressas com as partes aéreas secas ou frescas servem para ser aplicados sobre hérnias, inchaços e contrações. O unguento de folhas untadas com sebo é usado em contusões e inchaços.

A cana-de-macaco: que faz parte da Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS (RENISUS), constituída de espécies vegetais com potencial de avançar nas etapas da cadeia produtiva e de gerar produtos de interesse do Ministério da Saúde do Brasil -, entretanto, deve ser usada com cautela, e evitada por gestantes e lactantes.cana-cana

Quatro maneiras de usar a cana-de-macaco
Cataplasma: Usa os rizomas e/ou hastes secos transformados em pó.
Decocção: Pode ser feita com 50 gramas do rizoma e hastes para 1 litro de água.
Chá: Feita com 20 gramas de folhas e hastes novas para 1 litro de água. Beba de 4 a 5 xícaras por dia.
Sumo: Basta diluir 5 gotas do concentrado das hastes em uma colher de chá de água e beber de 2 em 2 horas.

Contraindicações: Quem está grávida ou em período de lactação não deve fazer uso da cana-de-macaco, exceto se for prescrito pelo médico. É importante não fazer o uso prolongado dessa planta, por que poderá acarretar em surgimento de urólitos. Em qualquer caso é sempre bom buscar ajuda médica antes de se automedicar, afinal os remédios naturais são tão perigosos quanto os manipulados quimicamente.

 

Os benefícios do Chá da Cana de Macaco para Saúde
Avalie Este Post!